Política

“As imagens do paletó dão nojo”, dispara Mauro ao defender França

Governador lembra afastamentos e prisão de secretários em Cuiabá

Da Redação

O governador Mauro Mendes reafirmou ontem durante reunião com apoiadores de Roberto França, o apoio integral ao ex-prefeito. Mauro Mendes disse que chegou a hora do cidadão de bem tomar sua decisão, escolhendo o melhor candidato, decisão que pode mudar a história e a vida de todos, a exemplo do que aconteceu no governo do Estado. “Temos opção de escolha e precisamos escolher o mais preparado, honesto e experiente. O atual prefeito tem problemas sérios, todo mundo sabe, desvios de conduta ética que não podemos admitir. Quatro secretários afastados por denúncias de corrupção, um preso. Eu fico indignado, é revoltante o que acontece na prefeitura de Cuiabá. A Justiça tarda, mas chega”, ressaltou o governador numa crítica ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), candidato a reeleição.

O governador lembrou que as pessoas de bem sentem vergonha e nojo ao ver imagens de dinheiro no paletó, no bolso, na cueca. “O cidadão de bem tem nojo desta política nefasta. Mas só há um jeito de mudar, é o cidadão se indignar sim, mas transformar esta indignação  numa energia positiva que realmente muda a realidade, como estamos fazendo no governo. Foram decisões que o cidadão tomou e as coisas vão melhorando em função deste posicionamento da sociedade. Por isso nosso grupo político apoia Roberto França, pois ele na prefeitura vai representar esta mudança que já obtivemos no governo do Estado”, disse Mauro Mendes.

Roberto França assegurou que fará uma gestão séria e competente como as de Mauro Mendes na prefeitura e agora no governo do Estado. “Já venci Emanuel em 2000 e vou vencer de novo, com o apoio da maioria da população, que deseja uma administração honesta e sem corrupção, sem dinheiro no paletó, que deseja ver retomados os projetos sociais. Será a vitória da democracia contra a corrupção, levando para o Alencastro o modelo de administração séria e competente implantado pelo governador Mauro Mendes, disse França”.

Em seu discurso, França lembrou que a partir do instante em que foi formada a coligação com o DEM, partido do governador, assumiu este compromisso moral em fazer uma administração idêntica à que Mauro vem fazendo, séria e responsável, com competência administrativa e que tem apoio da sociedade. “Eu me espelho no governo Mauro Mendes que tem quase 80 % de aprovação popular. Vou dignificar o voto do cidadão, pois quem não rouba faz muito mais. Sou honesto e já mostrei minha capacidade de trabalho em dois mandatos como prefeito, seis como deputado e dois como vereador, sempre ajudando quem mais precisa que é a população carente”, disse França.

Em seu discurso, Roberto assegurou que vai resgatar, em parceria com o governo do Estado, os grandes projetos sociais que realizou com a ex-primeira dama Iraci França e que foram abandonados pelo atual prefeito. “Projetos que a primeira-dama do município Virgínia Mendes também cuidou tão bem na gestão do prefeito Mauro Mendes e hoje estão funcionando à meia boca”, denunciou.

Virginia Mendes pediu um voto de confiança para levar à prefeitura um candidato afinado com as ideias e o trabalho de Mauro Mendes. “Nós acreditamos em Roberto França, para que Cuiabá fique melhor e para que tenhamos um parceiro na prefeitura. Eu sinto falta das ações sociais na prefeitura e seremos grandes parceiras, Iraci e eu. Vamos pensar e votar com o coração, com carinho, para eleger um prefeito realmente comprometido com os que mais precisam”, disse a Primeira-Dama do Estado.

Roberto França também agradeceu publicamente o apoio do secretário Mauro Carvalho e da deputada Janaína Riva (MDB). “Meus agradecimentos de coração à deputada Janaína, que de maneira corajosa e destemida, própria de seu caráter, rompeu com o atual prefeito, candidato de seu partido, e veio nos trazer seu valioso apoio. Muito obrigado, de coração, Janaína”, disse França.

O candidato prometeu combate sem tréguas à corrupção. “Vamos fazer uma varredura na corrupção desenfreada que ocorre no Alencastro. Além do escândalo do dinheiro no paletó, quatro secretários afastados ou presos por denúncias de corrupção. A saúde foi abandonada, o presente que o atual prefeito deu à Capital nos 300 anos foi o fechamento do centenário hospital da Santa Casa. Se não fosse o governador e seu secretário Gilberto Figueiredo, ainda estaria fechado pela irresponsabilidade do atual prefeito. Mauro planejou, viabilizou e construiu boa parte da obra do novo PSM, concluído graças ao apoio do governo do Estado e do governo federal com recursos viabilizados através de emenda do ex-deputado federal Fábio Garcia”, disse França.

Leia Também