Policial

Bombeiros Militar MT passa por reestruturação de unidades

Da Redação

O Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT) redefiniu as áreas de atuação das Unidades Operacionais Bombeiro Militar (UBM). A mudança leva em conta a estrutura organizacional do CBMMT que classifica as UBMs e divide o Estado para organizar as atividades da Corporação.

A medida foi necessária para regularizar a circunscrição de atendimento emergencial e não emergencial e busca ainda a melhoria do serviço operacional prestado à população pela diminuição do tempo resposta e fácil acesso dos cidadãos aos quartéis. Além disso, a Política Estadual de Segurança Pública é feita com base na gestão integrada e regionalizada.

Assim sendo, os Comando Regionais I, III e V permanecem com a mesma estrutura, abrangendo respectivamente 11, 23 e 21 municípios conforme a localidade. Com a Portaria, no Comando Regional II (CRBM II), o Núcleo Bombeiro Militar Alto Araguaia passa abranger 4 municípios sob jurisdição, a saber: Alto Taquari, Alto Araguaia, Alto Garças, Araguainha e Ponde Branca.

O Núcleo Bombeiro Militar de Confresa, que compõe o CRBM IV juntamente com Barra do Garças e Nova Xavantina, passa a ser responsável pelos municípios Canabrava do Norte, Porto Alegre do Norte, Vila Rica, Santa Teresinha, Santa Cruz do Xingu, São José do Xingu e Confresa, onde é a sede desta UBM.

Já o CRBM VI, composto pelos quartéis de Tangará da Serra, Juína e Campo Novo do Parecis passa a ser responsável por atender Campos de Júlio, Sapezal e Campo Novo do Parecis através do Núcleo Bombeiro Militar deste último município. Por fim, o CRBM VII, por meio da UBM de Guarantã de Norte, tornou-se responsável por atender a população de Matupá, Novo Mundo, Peixoto de Azevedo e Guarantã do Norte.

É necessário ressaltar que esses munícios já vinham sendo atendidos, porém por outras unidades e, com esta Portaria, os Núcleos Bombeiros Militar passa a incluir os municípios para serem responsáveis em realizar o atendimento, melhorando e otimizando os atendimentos. “Essa redefinição é resultado de um estudo, para que todas as Unidades Operacionais do Corpo de Bombeiros Militar e seus respectivos Comandos Regionais tenham definidos os municípios na sua área de abrangência, visando a melhor resposta à sociedade e aproveitando ainda mais a estrutura que é disponibilizada pelo Corpo de Bombeiros Militar. Isso inclui viaturas, equipamentos, materiais e os militares que são devidamente capacitados para atuarem naquela região”, explicou o coronel BM Ricardo Antônio Bezerra, Comandante Geral Adjunto e Diretor Operacional do CBMMT.

Leia Também

Menu