Economia

Caminhoneiros confrontam polícia em protesto na Argentina por escassez de combustível

 

Motoristas pedem que preço cobrado no interior seja o mesmo de Buenos Aires, onde o diesel está mais barato Caminhoneiros no interior da Argentina começaram nesta terça-feira uma paralisação para protestar contra o preço do diesel, que está mais barato em Buenos Aires do que em outras províncias do país.

A Associação de Transportadores de Carga de Tucumán (ATCT) anunciou que a paralisação será mantida “por tempo indeterminado” por conta da falta de diesel no país. Outro objetivo do movimento é fazer com que o preço do combustível na região seja o mesmo praticado na capital.

O governo argentino anunciou na última semana um aumento de 12% no preço do diesel, elevando o preço por litro para 126 pesos para o diesel comum, e 145 pesos para o diesel premium.

Leia Também