Comércio tem saldo positivo no Carnaval

Da Redação

Segundo o banco de dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), as consultas realizadas para aprovar vendas a prazo durante o período do Carnaval, entre os dias 13 e 17 de fevereiro de 2021, tiveram aumento de 50,1% com relação aos dias de comemorações do carnaval ocorridas entre os dias 22 e 26 de fevereiro de 2020. Os números sinalizam que foi viável o cancelamento dos pontos facultativos dos Governos do Estado e da prefeitura para a abertura do comércio.

A análise também foi feita comparando com a média ocorrida em dias que antecederam o período carnavalesco. O resultado foi uma queda de -16,2%.

Na avaliação da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL Cuiabá), a abertura do comércio foi positiva diante do cenário em que estamos vivendo.

“Primeiro precisamos analisar que o mês de fevereiro já é um mês com menos dias úteis trabalhados e diante de uma pandemia juntamente com um processo árduo de retomada da economia, todo dia a mais trabalhado reflete de forma positiva para a manutenção dos negócios. Sendo assim, foi viável o comércio abrir as portas, inclusive com base no fluxo de atendimentos pela modalidade de crediário, pois o faturamento poderá ter um incremento médio de 5,5% no fechamento do mês de fevereiro quando comparado com o mesmo período do ano passado. Além disso, se não tivesse aberto as portas, custos como os de salários fixos permaneceriam inalterados, porém com menos recursos no caixa para o fim do mês”, avaliou o superintendente, Fábio Granja.

Para Granja ainda, os governos do Estado e de munícipio como de Cuiabá acertaram com a decisão de cancelar os pontos facultativos do funcionalismo público.

“Ficou comprovada que as decisões foram corretas, ajudaram a manter um fluxo na capital próximo da normalidade e a consequência foi a melhora no faturamento de muitas empresas e o combate a aglomerações. Vale a pena ressaltar que o comércio aberto ajuda na disseminação de boas práticas no que tange as medidas de biossegurança”, complementou o superintendente.