Cuiabá recebe mais 6 mil doses e já pode vacinar 70% dos profissionais da saúde

Vacinas de Oxford serão aplicadas após conclusão do 1º lote da Coronavac, que já está sendo aplicado desde a última semana

Da Redação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu, na tarde desta segunda-feira (25), um lote com 6630 doses da vacina Covishield, mais conhecida como vacina de Oxford/AstraZeneca, encaminhado pelo Ministério da Saúde via Secretaria de Estado de Saúde (SES). A entrega das doses ocorreu na Central de Rede de Frio do Estado e foi acompanhada pela coordenadora da campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar” e coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Valéria de Oliveira.

De acordo com Valéria, esse novo lote de vacinas será direcionado para a continuidade da vacinação do grupo 1, composto pelos trabalhadores da saúde, de acordo com o que é preconizado pelo plano nacional de imunização contra a Covid-19, do Ministério da Saúde.

Contudo, a vacina de Oxford/Astrazeneca somente será utilizada após o Município finalizar o estoque de 8.027 doses da CoronaVac. Até o domingo (24), 3.787 trabalhadores da saúde das redes pública e privada de Cuiabá já haviam recebido a primeira dose. Para concluir o processo de imunização contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2) são necessárias duas doses, com intervalo de 14 a 28 dias.

No caso da vacina de Oxford/Astrazeneca, ela pode ser aplicada com um intervalo maior entre a primeira e a segunda dose, que pode chegar até 12 semanas, conforme os estudos apresentados até o momento.

Ao receber as doses da vacina da Secretaria de Estado de Saúde, as doses foram encaminhadas para a sede da Vigilância Epidemiológica de Cuiabá, onde funciona a Central de Rede de Frio do Município. De lá, as doses são transportadas diariamente para o Centro de Eventos do Pantanal, onde funciona o polo central de vacinação.

70% DOS SERVIDORES

Com essas duas “cargas” de vacina que chegaram desde a última semana, Cuiabá já tem imunizantes suficientes para atender cerca de 70% dos profissionais que atuam na área de saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19. Segundo estimativas da Secretaria de Saúde, são cerca de 21 mil trabalhadores na rede pública e privada.

Ainda nesta semana, o município deve receber mais um “lote” para a 1ª dose da Coronavac. Isso porque, o Governo do Estado recebeu 11 mil doses da vacina nesta segunda-feira e, nos próximos dias, deve fazer a distribuição aos municípios.

Pelo plano de imunização, após concluir a vacinação dos servidores da saúde, será iniciada a imunização dos demais grupos de riscos. Serão priorizados idosos a partir de 75 anos, idosos institucionalizados. A sequência da vacinação depende da chegada de novos lotes das vacinas.