Cuiabá teme roubo de vacinas e centraliza aplicação em Centro

Unidades básicas não receberão doses da Coronavac neste primeiro momento

Da Redação

Prevista para começar nesta quarta-feira (20), às 10 horas, a campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, de imunização contra a covid-19, irá funcionar no Centro de Eventos do Pantanal, das 7h às 22 horas, de domingo a domingo. Este polo central será o único local de vacinação durante a primeira fase da campanha, que abrange trabalhadores da saúde (grupo 1), pessoas acima de 80 anos, pessoas de 75 a 79 anos de idade, pessoas acima de 60 anos institucionalizados (que vivem em asilos ou abrigos), que compõem o grupo 2, em Cuiabá.

“As unidades básicas não vão receber vacina neste momento. Vai ser centralizado porque não podemos colocar em risco e nós precisamos de segurança. Inicialmente, começa assim. Não adianta ir nas nossas unidades básicas. Tudo será feito de forma que possamos chegar ao total da vacinação”, avisa a secretária municipal de Saúde, Ozenira Félix, após uma lista com todas as unidades básicas de saúde de Cuiabá ser divulgada e viralizar com a informação de que seriam pontos de vacinação para a Covid-19, o que gerou transtornos para os servidores que trabalham nessas unidades. “Já tem pessoas procurando e até brigando com os nossos atendentes. Nós estamos num momento que, como já ocorreu com a Influenza no passado, de unidades nossas serem invadidas e roubadas. Então, neste momento, nós estamos centralizando por segurança dos nossos profissionais e por segurança da população”, explica a gestora.

Neste momento, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o uso emergencial de apenas 6 milhões de doses da CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, e de 2 milhões de doses da Covishield, produzida pela farmacêutica Serum Institute of India, em parceria com a AstraZeneca/Universidade de Oxford/Fiocruz, ou seja, 8 milhões de doses para todo o Brasil, a quantidade que será destinada a Cuiabá será suficiente apenas para começar a imunizar trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente da covid-19, em Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s), enfermarias e pronto atendimento de hospitais públicos e privados.

Por conta dessa limitação, a secretária de Saúde pede a compreensão e colaboração dos cuiabanos para que aguardem a liberação de mais doses para que mais pessoas sejam imunizadas, conforme os grupos de risco definidos pelo plano de imunização. “Em nome da Secretaria de Saúde e de todos os profissionais da Secretaria de Saúde de Cuiabá, gostaríamos de pedir o engajamento da população. Nós temos equipes reunidas diuturnamente, nós estamos preparando todo esse trabalho para que a gente possa desenvolver sem percalços. A questão dos agendamentos, a questão dos horários são justamente para não haver problema porque, inicialmente, nós temos os grupos que vão ser vacinados. Nós precisamos que a comunidade entenda que não adianta ir lá na unidade básica, ligar. Hoje nós precisamos nos unir, trabalhar em conjunto, precisamos da sociedade civil organizada”, afirma.

Pré-requisito para se vacinar

Para ser vacinado, a pessoa precisa fazer um pré-cadastro e agendamento pelo link que será divulgado no portal da Prefeitura de Cuiabá. Também é necessário que a pessoa esteja com o Cartão SUS atualizado, o que pode ser feito através do aplicativo ConecteSUS ou em unidade de saúde da atenção primária mais próxima da residência.