Política

Deputada diz que MDB não tem interesse na majoritária

Thalyta Amaral e Pablo Rodrigo

Gazeta Digital

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) afirmou que o MDB está focado nas eleições proporcionais do ano que vem e que não pretende disputar uma vaga na chapa majoritária em uma eventual reeleição do governador Mauro Mendes (DEM), caso ele confirme sua candidatura em 2022.

A vaga de vice deve ser tema de disputa entre os partidos que dão sustentação ao governo Mendes, já que o atual vice-governador Otaviano Pivetta (sem partido), já comunicou que não disputará a eleição de 2022.

“Não é a prioridade do partido nesse momento [indicar o vice], pode se tornar ano que vem, mas eu não vejo essa discussão hoje dentro do partido de preocupação com relação a indicar cargo majoritário. Eu vejo o partido muito preocupado com as proporcionais, mas majoritário é uma pauta que em nenhuma das reuniões nós fizemos até hoje foi tratado”, disse a parlamentar, candidata à reeleição.

Já o presidente do partido, Carlos Bezerra, afirma que sobre candidatura majoritária a sigla só discute a partir de fevereiro. Ele não descarta nem o nome do prefeito Emanuel Pinheiro para o governo.

A parlamentar também chegou a iniciar uma tratativa com Pivetta para tentar filia-lo na legenda e manter o nome dele na vice, porém, com a desistência dele, as negociações não caminharam. Janaina Riva é uma das defensoras para que o MDB siga dentro da base do governo Mauro Mendes e que apoie sua reeleição em 2022.

O posicionamento dela diverge do presidente regional da sigla, o cacique Carlos Bezerra, que afirmou que essa discussão só ocorrerá em 2022 e que, por enquanto, o compromisso do MDB é com o atual mandato. Janaina entrou em rota de colisão com o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), que defende que a sigla abandone o governo Mauro e construa outro projeto para 2022, indicando ou apoiando o nome que disputaria o Palácio Paiaguás.

Atualmente o MDB possui 3 deputados estaduais [Janaina Riva, Drº João e Thiago Silva] na Assembleia e dois deputados federais [Calos Bezerra e Juarez Costa]. A meta do partido, segundo Bezerra, é eleger de 4 a 6 estaduais e 3 federais.

Leia Também

Menu