Política

Deputado bolsonarista de MT volta atacar MST; “desgraça e terroristas”

ALLAN MESQUITA

Gazeta Digital

O deputado estadual Gilberto Cattnai (PSL) voltou atacar o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) após ter a placa de sua propriedade arrancada, em um sítio localizado em Pontal do Amarape, no município de Nova Mutum (distante 252 km de Cuiabá). Em um vídeo publicado nas redes sociais, o parlamentar afirma que tem sido ameaçado e classifica os integrantes do MST como “desgraça e terroristas”.

“Essa praga, essa desgraça do MST não faz outra coisa a não ser atrapalhar a agricultura e os assentados. Eu quero dizer para vocês que arrancaram essa placa: isso é a minha gasolina, quanto mais fizeram isso, mais animado eu fico para lutar pela defesa do nosso país e que não são canalhas como seus”, disse na gravação publicada no fim da tarde desta quinta-feira (26).

Na gravação, ele culpa membros do Movimento Sem-Terra por removeram a sinalização da propriedade que traz o nome “Sítio Maringa Família Cattani” acompanhado de uma bandeira do Brasil e um símbolo contra a categoria. Nesse contexto, o parlamentar acrescenta que o MST, Movimento que existe há mais de 40 anos, é composto por “terroristas”.

O parlamentar, contudo, ignora o fato do Movimento ser considerado um dos mais importantes e sociais do Brasil, por defender entre outras pautas, direitos do trabalhador do campo, principalmente no tocante à luta pela reforma agrária brasileira. As bandeiras, inclusive, são as mesmas que o deputado diz defender na Assemblea Legislativa.

“Seria uma coisa simples, se não fosse símbolo que tem no meio da minha placa. É o símbolo da desgraça da agricultura no nosso país, dos terroristas e de uma coisa maldita que nós temos”, complementa.

No vídeo, ele ainda afirma que não vai se intimidar. “É aqui onde eu moro e sempre vou morar. Só Deus para me tirar daqui. Aqui meu gado já levou tiro, já vieram na minha casa me ameaçar e ligam direto me ameaçando. Não tem problema não”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Leia Também

Menu