Política

Deputado denuncia obra atrasada há 1,5 mil dias

Da Redação

Na última terça-feira (10), o deputado Ulysses Moraes cobrou mais uma vez a conclusão da obra do Centro de Eventos de Tangará da Serra. O parlamentar esteve fiscalizando o local em outubro de 2020, janeiro de 2021 e desta vez colocou uma placa no local para mostrar a realidade ao cidadão. A obra que tem um valor total de mais de R$ 6 milhões, está com 1.598 dias de atraso. Porém, poucas horas depois a placa foi retirada do local e o parlamentar sofreu ameaças por essa ação.

 

“Deixamos uma placa lá cobrando o governo de MT e mostrando a realidade ao cidadão. Mas pasmem, já retiraram a nossa placa de lá. Fomos até ameaçados por essa ação, mas o nosso trabalho não para e isso não vai me intimidar. Registramos um boletim de ocorrência por essa situação e vamos continuar cobrando uma solução para essa obra. A população precisa e não vamos parar de cobrar o governador até que se resolva”, disse Moraes.

De acordo com o Geo Obras, do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) a obra teve início em junho de 2016 e deveria ter sido entregue em março de 2017, mas até hoje não foi concluída para população. O valor total é de R$ 6.758.329,57 e vale destacar que neste espaço seria possível reunir oito eventos ao mesmo tempo e o estacionamento teria cerca de 450 vagas.

O Centro de Eventos em Tangará tem quase 4 mil metros quadrados, mas atualmente está abandonada. O deputado procurou a placa que é obrigatória em todas as obras e não encontrou, por isso colocou uma placa cobrando por uma solução.

“O intuito é justamente mostrar a realidade para população, não dá para aceitar que nosso Mato Grosso tenham obras abandonadas por aí, como verdadeiro elefante branco nas cidades. Sofremos ameaças, mas não vamos parar. Quero ver quando o governador vai entregar essa obra”, finalizou o deputado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Leia Também

Menu