Meio Ambiente

Desmatamento da Amazônia cai 19%

As ações integradas realizadas pelo Governo Federal para combater os crimes ambientais contribuíram para uma queda de 19% no desmatamento na Amazônia em novembro, em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Os dados do Deter-B, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, registraram a menor área de alertas de desmatamento na região desde o início da série histórica, iniciada em 2015. A área desmatada em novembro de 2021 ficou em 249 km². No mesmo mês de 2015, foram registrados 302 Km² de desmatamento.

Os números foram apresentados pelos ministros da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres; e do Meio Ambiente, Joaquim Leite, à imprensa.
Segundo o ministro Anderson Torres, o número de ações da Força Nacional de Segurança Pública no combate a crimes ambientais teve aumento de 114% em 2021, em comparação com 2020. Além disso, a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Federal atuam em ações ostensivas e de investigação para responsabilizar os culpados pelo desmatamento.

“Eu disse que subiríamos com força total para a região Norte e os resultados vemos agora. Enquanto existir crime ambiental nós estaremos lá atuando em conjunto”, afirmou Torres.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública finaliza o planejamento operacional da segunda fase da Operação Guardiões do Bioma, com foco no combate ao desmatamento.

O ministro do meio Ambiente, Joaquim Leite, destacou ainda a queda de 12% no desmatamento no acumulado de agosto a novembro, em relação ao mesmo período do ano anterior.

“Com integração, o Governo Federal está atuando de forma contundente contra qualquer crime ambiental”, afirmou o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite.

Leia Também

Menu