Política

Emanuel anuncia Fundo de Crédito de R$ 35 milhões e isenção de alvará e IPTU

Da Redação

O prefeito de Cuiabá e candidato à reeleição Emanuel Pinheiro (MDB) detalhou em seu programa eleitoral desta terça-feira (3), os projetos a serem implantados na Capital como forma de auxiliar micro e pequenos empresários, além de profissionais autônomos e liberais afetados pela pandemia da Covid-19.

Destaque para o Fundo de Crédito Emergencial ‘Pra frente Cuiabá’, da ordem de até R$ 35 milhões. Por meio dele, serão ofertados empréstimos a juros zero nas instituições financeiras cadastradas pelo Município. “Muitos comerciantes e pequenos empresários passaram ou estão passando por dificuldades. É preciso criar mecanismos para apoiar aqueles mais afetados pela chegada do novo coronavírus”, disse o prefeito.

“Por meio do ‘Pra Frente Cuiabá’, a prefeitura vai assumir integralmente o pagamento dos juros das operações para que o empréstimo do capital de giro seja o mais barato possível”, explicou.

Emanuel também destacou a isenção de pagamento de alvará de funcionamento e do IPTU, no ano de 2021, para as empresas que precisaram fechar suas portas durante a grave crise sanitária.

O programa trouxe ainda outras medidas importantes para retomada das atividades econômicas. Um exemplo é o ‘Cuiabá Digital’, que será um novo polo de empresas de tecnologia e inovação no Centro Histórico da cidade.

Emanuel também está articulando o programa ‘Qualifica Juventude’: curso de qualificação para mais de cinco mil jovens em diversas áreas, bem como a continuidade da transformação do Mercado do Porto. O polo gastronômico está sendo ampliado em mais de seis mil metros quadrados.

Por fim, foi citada a obra do Contorno Leste. A construção dessa avenida vai gerar muitos empregos durante e depois da obra, com formação de novos polos de negócios.

Emanuel encabeça a coligação “A Mudança Merece Continuar”, composta por 11 partidos – MDB, PP, PV, PSDB, REPUBLICANOS, PL, PTC, PCdoB, PMB, PTB e SOLIDARIEDADE – e tem como candidato a vice-prefeito, José Roberto Stopa (PV).

Leia Também

Menu