Economia

Etanol dispara e já custa R$ 3,81 nos postos em Cuiabá

Nos últimos dias, combustível encareceu R$ 0,52

SILVANA BAZANI

A Gazeta

Aumento de 22 centavos ou 6,12% no preço do etanol em um único dia surpreende consumidores de Cuiabá. Em alguns estabelecimentos da cidade o litro do biocombustível é repassado atualmente a R$ 3,81, ante R$ 3,59 no dia anterior.

Esta é a maior cotação praticada hoje, 5. O menor preço encontrado no varejo local é R$ 3,57 (l), conforme apurado pela reportagem.

Nos últimos 13 dias, o litro de etanol hidratado encareceu 52 centavos ou 15,80%. Durante a 3ª semana de fevereiro -entre os dias 14 e 20 -a maioria dos postos na Capital mato-grossense praticavam o valor máximo de R$ 3,29 (l), informa a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na semana seguinte – entre 21 a 27 de fevereiro – o produto chegou a valer R$ 3,59 (l).

Desde o início de janeiro, o etanol hidratado vem sendo reajustado sucessivamente na ponta da cadeia de consumo. Majorações que refletem o comportamento dos preços no atacado. Fabricantes do biocombustível em Mato Grosso elevaram o valor do produto 8 vezes desde o final de dezembro de 2020. De lá para cá, o etanol hidratado que era repassado a R$ 2,61 (l) pelas indústrias sucroalcooleiras subiu para R$ 3,19 (l), acumulando alta de 58 centavos ou 22,2%.

Elevação do custo de produção e da matéria-prima são alguns fatores que encareceram o derivado vegetal em todos os elos da cadeia produtiva, segundo o diretor-executivo do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindálcool), Jorge dos Santos. “Diesel, defensivos agrícolas e fertilizantes, todos cotados em dólar, além do milho que dobrou de preço”, detalha Santos. Apesar das majorações, o preço do etanol em Mato Grosso se mantém como um dos mais baratos do país, contrapõe o executivo do Sindálcool.

GASOLINA

Em meio a mais um aumento dos combustíveis anunciado pela Petrobras nas refinarias em 2021, o preço médio da gasolina rompeu a barreira dos R$ 5, segundo levantamento exclusivo feito pela ValeCard, empresa especializada em soluções de meios de pagamentos e gestão de frotas. O valor do diesel ultrapassou os R$ 4.

De acordo com os dados, o preço médio da gasolina comum no Brasil subiu 6,57% em fevereiro na comparação com o mês anterior. Já o diesel aumentou 6,16% no período. Na última terça-feira, 2, o valor dos dois combustíveis foi reajustado em mais 5% nas refinarias.

Com o maior percentual de alta desde o começo da curva ascendente iniciada em maio de 2020 – no total, já são nove meses de elevação consecutiva -, o preço médio do litro da gasolina no país passou pela primeira vez a barreira dos R$ 5, chegando R$ 5,162. Em fevereiro, conforme a ValeCard, as maiores altas do preço foram registradas no Amazonas (7,81%), no Paraná (7,65%) e no Distrito Federal (7,93%).

Por outro lado, Paraíba (4,84%) e Alagoas (5,23%) foram os Estados onde ocorreram as menores variações no valor do combustível no período. As capitais do Paraná (R$ 4,726) e de São Paulo (R$ 4,762) foram as que apresentam preços menores em fevereiro.

Leia Também

Menu