Fávaro prioriza temas da Baixada Cuiabana

0
4

Da Redação

O senador Carlos Fávaro fechou a semana defendendo temas ligados aos municípios da Baixada Cuiabana. A passagem da ferrovia pela capital e a questão dos incêndios no Pantanal foram prioritários na agenda do parlamentar, que buscou articulação com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e até com o presidente Jair Bolsonaro, além de apresentar propostas e intensificar a articulação no Senado.

Sobre a ferrovia, Fávaro defendeu que Cuiabá faça parte do trajeto para não ficar à margem do processo de desenvolvimento socioeconômico que será desencadeado pelo modal, em artigo de opinião divulgado por diversos veículos de imprensa. Ele já havia procurado o presidente da República para interceder pela capital – e o presidente instruiu o ministro Tarcício a priorizar o tema.

Durante reunião com o ministro, Fávaro recebeu o pedido de apoio para articular, no Senado, o andamento do PLS 261/18, que cria as condições necessárias para expandir os trilhos da Ferronorte. “Já me inteirei do projeto e iniciei a articulação para dar agilidade a essa análise. Farei tudo que estiver ao meu alcance junto ao Senado para aprovar esse projeto e liberar a extensão da ferrovia”, afirmou.

Sustentabilidade no Pantanal

Ele também tem atuado na questão dos incêndios florestais. Como membro da Comissão Temporária Externa do Pantanal, está participando da elaboração de uma legislação voltada à garantia da sustentabilidade na região, que inclui municípios da Baixada Cuiabana. “Apresentei um projeto de lei para estimular o uso de aviões agrícolas no combate aos incêndios, já que ficam ociosos justamente nesta época do ano e seu uso seria mais prático e mais barato para os cofres públicos”, defende.

Ao falar sobre a sustentabilidade da região, ele enfatiza que se refere ao conceito clássico, baseado nos três pilares: ambiental, social e econômico. “Atingir o equilíbrio entre esses pilares passa necessariamente pela valorização do ser humano. Neste caso específico, se queremos salvar o Pantanal, precisamos salvar o pantaneiro”, lembra. Ele também escreveu sobre o tema, em artigo publicado em nível nacional.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui