Agronegócio

Frigorífico de peixes é o primeiro do ramo a obter certificado SISBI em MT

O frigorífico de peixes Gran Fish Pescado é o primeiro do ramo em Mato Grosso a obter o certificado do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI), do Ministério da Agricultura, que faz parte do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (SUASA). O selo foi emitido pelo Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT), permitindo que a empresa possa comercializar seus produtos para todo Brasil.

Com isso, a produção, hoje de 10 toneladas/dia, deve quadruplicar (40 toneladas diárias) para atender novos mercados. O proprietário do frigorífico, Waldemar Inácio da Silva Júnior, já começou a articular a expansão de vendas para os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e interior de São Paulo.

A empresa, sediada em Nova Marilândia (272 km de Cuiabá), começou a abater pescado entre os anos de 2015 e 2016. Mas somente em 2017 conseguiu o registro no Sistema de Inspeção Estadual (SISE) junto ao Indea, passando a comercializar os produtos para todo o Estado.

“No início foi uma loucura montar um frigorífico onde não havia uma produção de peixe. Começamos abatendo 300 quilos/dia e hoje temos 80 pessoas trabalhando direta e indiretamente. Agora, com o SISBI devemos gerar mais empregos”, comentou o proprietário do frigorífico.

Conforme Waldemar, o crescimento da empresa e a geração de emprego e renda na região também passam pela atuação dos servidores do Indea, que sempre o orientaram a seguir as regras sanitárias para produzir ainda mais.


“O Indea sempre foi um grande parceiro, nos ajudou bastante, sempre nos mostrando como produzir de forma correta. Buscamos nos organizar e o Indea nos ajudou muito nesta conquista – a certificação SISBI”, comentou.

Para poder produzir ainda mais, o empresário se reuniu com os prefeitos e vereadores da região para incentivar a produção de pescado. Atualmente, a empresa abate espécies como tabatinga, tambaqui, pintado, piauçu e tilápia, oriundas dos tanques de piscicultura das cidades de Sorriso e Alto Paraguai.

Conforme dados do Indea, há 50 indústrias com registro no Sistema de Inspeção Sanitária Estadual (SISE), 67 no Serviço de Inspeção Municipal (SIM) e 6 municípios aderidos ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte (Susaf).

A presidente do Indea, Emanuele Almeida, agradeceu ao produtor o reconhecimento pelo trabalho dos servidores da autarquia e destacou que as portas de todas as unidades do Indea estão abertas para orientar.

“Nossos servidores têm feito um grande trabalho, levando conhecimento e estimulando as agroindústrias a se certificarem junto ao Sistema de Inspeção Sanitária, seja ele municipal, estadual ou federal, para produzir com qualidade e segurança alimentar. Por meio da certificação, além de um alimento produzido dentro das regras sanitárias, é possível aumentar a produção e gerar mais emprego”.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia Também

Comentários