CidadesSaúde

Garoto indígena de MT revela que tomou vacina da Covi “sem medo”

Davi Seremramiwe Xavante foi a primeira criança imunizada no Brasil contra o Coronavírus

ROGÉRIO JÚNIOR

G1-MT

O cacique xavante Jurandir Seremramiwe, revelou que conversou com o filho, o mato-grossense Davi Seremramiwe Xavante, de 8 anos, pouco antes de ser a primeira criança vacinada no país e ouviu do garoto a seguinte frase: “Quando chegar a minha vez, eu vou tomar sem medo”.

A imunização ocorreu em evento simbólico organizado pelo governo de São Paulo para inaugurar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos, na tarde desta sexta-feira (14).

Ele sofre de problemas genéticos nas pernas, o que obriga ele a andar com uma prótese. Davi mora em Piracicaba (SP) com uma tutora, enquanto o pai, Jurandir, não consegue viajar constantemente por causa da idade.

“Qualquer pai ficaria orgulhoso. Estou muito orgulhoso e honrado por Davi ser chamado para que seja esse símbolo de vacinação para demais povos indígenas e crianças façam igual a ele”, afirmou.

Jurandir ainda disse que ficou menos preocupado agora que o filho tomou a primeira dose e se tornou um símbolo de inspiração para as outras crianças.

Ele também contou que, antes de chegar ao evento simbólico, disse que preparou Davi para o momento. “Eu preparei ele: ‘olha, está tendo vacina para a criançada. Você tem oito anos e está dentro da meta da vacinação. Tenha coragem, liderança, não nos decepcione, não chore’. E ele respondeu: ‘Pode deixar que eu vou lá e vou honrar porque sou xavante. Pode ficar despreocupado que quando chegasse a minha vez, eu vou tomar sem medo.’ E ele provou. Não chorou e não teve medo. Isso é um orgulho e um privilégio para mim por ser pai”, contou.

Jurandir ainda ressaltou que a vacinação das crianças veio para deixar os pais menos preocupados. “Quanto mais crianças vacinadas, nós, pais e mães, possamos ficar menos preocupados e com menos medo para que a pandemia não alcance nossas crianças. A vacinação é importante para a criançada”, disse.

O primeiro lote de vacinas pediátricas da Pfizer chegou em Mato Grosso com 23 mil doses da Pfizer, nesta sexta (14). A distribuição das vacinas está prevista para ocorrer a partir deste sábado (15), estando a critério dos municípios para iniciar a aplicação das doses.

O Ministério da Saúde postergou o início da vacinação infantil contra a Covid-19 desde que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou as doses da Pfizer, em dezembro.

O governo federal ainda abriu uma consulta pública para tentar ter respaldo popular para exigir prescrição médica para vacinar as crianças, indo na contramão da comunidade científica. Porém, o resultado da pesquisa não favoreceu o governo.

As primeiras doses de vacina para crianças chegou ao país nesta semana. De forma simbólica, a primeira aplicação foi feita pelo governo de São Paulo, onde Davi foi chamado para ser o primeiro.

Leia Também

Menu