Política

Gastos de deputados com combustíveis superam R$ 3 mi

Quem mais gastou foi Dr. João (MDB), com R$ 131,4 mil

THALYTA AMARAL

Gazeta Digital

Os deputados estaduais gastaram R$ 3,01 milhões em combustível de janeiro a outubro deste ano, segundo informações do Portal da Transparência. Entre os que mais gastaram está Valdir Barranco (PT) que ficou 80 dias internado por causa das complicações da covid-19.

Quem mais gastou foi Dr. João (MDB), com R$ 131,4 mil. O segundo que mais abasteceu foi o presidente da Casa de Leis, Max Russi (PSB), com R$ 130,1 mil.

Em terceiro lugar está o deputado Valdir Barranco, que, mesmo internado por 80 dias após ter complicações da covid e ter sido transferido para São Paulo, gastou R$ 129,1 mil. De fevereiro a abril, período em que ele esteve hospitalizado, foram R$ 34,5 mil.

Os dados estão no Portal da Transparência. Ao todo os deputados gastaram R$ 3,01 milhões em 10 meses com gasolina, etanol e diesel. Além dos gabientes dos deputados, os gastos incluem as superintendências, a Sala da Mulher e o Teatro Zulmira Canavarros.

Outro que chama atenção no ranking é o deputado Gilberto Cattani (PSL), que assumiu a vaga em março depois da morte de Silvio Fávero (PSL), vítima da covid. Em 8 meses ele gastou R$ 91,8 mil.

Do outro lado do ranking estão os que menos gastaram com o item combustível. Em primeiro está Ulysses Moraes (PSL), com R$ 49 mil. Logo depois vem Eduardo Botelho (DEM), com R$ 53,6 mil, seguido por Lúdio Cabral (PT), com 63 mil.

Outro lado
Por meio de sua assessoria, o deputado Valdir Barranco informou que a cota de combustível é compartilhada entre os 18 assessores. E que, mesmo com a internação, os atendimentos não foram parados, e o combustível foi usado pelos assessores no trabalho no interior do estado.

                                                                          Confira lista completa dos gastos com combustíveis dos deputados

gastos combustiveis, deputados
Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia Também

Menu