Política

Gisela vai revisar contrato com Águas Cuiabá

Candidata visitou o distrito do Coxipó do Ouro, localidade histórica e que precisa de ações de preservação

Da Redação


Entre as principais ações na área do saneamento básico e meio ambiente de Gisela Simona candidata à prefeita pela coligação “Mãos Limpas e Unidas por Cuiabá” (PROS/ PDT/ Rede/Avante), está a criação de um grande programa de saneamento do município e que passa pela revisão do contrato com a concessionária Águas Cuiabá.

Gisela, que neste sábado esteve no distrito do Coxipó do Ouro, observa que o plano de saneamento vai garantir o controle de lixo do rio Cuiabá e do Pantanal e a ampliação do serviço de rede de esgoto para toda a cidade. Para tanto, as ações exigirão da concessionária de abastecimento a retirada de todo esgoto emitido in natura nos córregos e no rio Cuiabá.

“A população está pagando uma tarifa de 90% de esgoto na tarifa de água sem ao menos ter a ligação do esgoto de casa à rede.  Ou seja, é esgoto para inglês ver, porque não está sendo feita a interligação, os dejetos estão caindo sem tratamento direto no Rio Cuiabá e isso é inadmissível”, pontua a candidata.

Neste sentido, o plano de governo da coligação estabelece um programa efetivo de limpeza e controle de resíduos emitidos pelos córregos urbanos, com redes de contenção entre outras tecnologias.  “Vamos rever o contrato com a concessionária. A população não pode continuar pagando cara por um serviço que não existe”.

Outra meta do plano de governo da coligação é implantar uma ação estrutural de coleta seletiva de lixo em toda a cidade.

“Vamos implantar em Cuiabá, um projeto definitivo de aterro sanitário e processamento de 100% das quinhentas toneladas diárias de lixo coletadas em Cuiabá, cumprindo a legislação ambiental e as recomendações do Ministério Público”, comenta.

O plano de governo ainda estabelece a criação de parceria com as cooperativas de reciclagem de lixo, que fará a coleta seletiva em 100% nos condomínios e edifícios de Cuiabá, expandindo para os bairros, de modo a atender até 30% da demanda até 2024.

Fabrício Carvalho destaca, por outro lado, a implantação de um programa de inclusão socioprodutiva de catadores, que beneficiará a rede de coleta e reciclagem do lixo na cidade. “Nossa meta será investir na coleta seletiva, implantando estações de triagem, reciclagem e logística reversa, com metas cristalinas de redução gradativa do volume de resíduos destinados ao aterro sanitário”, frisou o maestro.

Plantio de árvores

O plano de governo da coligação prevê o plantio de Plantar no mínimo, um milhão de árvores na zuna urbana e  mais um milhão de espécies nas margens dos rios Coxipó, Cuiabá e dos córregos. Segundo a candidata a ação acontecerá em parceria com instituições e empresas.

“Além dos plantios de mudas, pretendemos construírem ação conjunta com o município de Várzea Grande e apoio do governo do Estado, um plano integrado de ações em defesa do rio Cuiabá. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), cada pessoa precisa de dez a doze metros quadrados de área verde para ter qualidade de vida. Cuiabá, apesar do título de Cidade Verde, dispõe de apenas 40%  arborização”, ressalta.

Gisela disse ainda, que atualmente a capital não dispõe de equipe estruturada voltada exclusivamente para o plantio de árvores e conta apenas, com iniciativas voluntárias pontuais. “Neste sentido, pretendemos criar uma equipe compostas por funcionários, veículos e insumos, com a finalidade de realizar o plantio de árvores na capital”, completou a candidata.

Já o maestro Fabrício Carvalho, fala da importância de resgatar o antigo projeto do CEAM, (Centro de Educação Ambiental Municipal), de 2005 e 2006, ligado à Diretoria de Meio Ambiente da SMMA (Secretaria Municipal do meio Ambiente).

“Nosso objetivo será promover o resgate destas ações com mobilização nas escolas do município, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, SEMA (Secretaria Estadual do Meio Ambiente), IBAMA (Instituto Chico Mendes) e principalmente da SME (Secretaria Municipal de Educação), em Cuiabá. Acreditamos que todos os princípios educacionais surtem efeitos concretos e duradouros na sociedade”, finalizou Fabrício.

Combate as Queimadas

Neste tema a candidata ressaltou o resgate do Projeto Quadrante IV, que  no passado tinha duas frentes de ação: repressão e combate a queimadas, em parceria com a SEMA, Defesa Civil Estadual e Municipal, Exército, Fiscais da Prefeitura, Corpo de Bombeiros e Polícia Ambiental.

Serão formadas quatro brigadas anti-incêndio, que funcionarão em postos do Corpo de Bombeiros: Verdão, CPA, Coxipó e Araés. Cada uma delas deverá contar com 20 (vinte) brigadistas, veículos de transporte coletivo tipo van, caminhão-pipa equipado com esguicho ou canhão d’água, abafadores, telefones celulares, enxadas, facões e instrumentos tecnológicos de monitoramento em tempo real de focos de incêndios nos espaços urbanos e arredores de Cuiabá.

Leia Também