Política

Globo desautoriza PT por campanha com fala de Bonner

O PT tirou do ar a campanha que usou uma frase do âncora do Jornal Nacional, William Bonner, sobre Lula, a pedido da emissora. Durante uma entrevista com o petista, o apresentador disse que o ex-presidente “não deve nada à Justiça”.

“Na era das redes sociais, tudo o que vai ao ar é usado, sem possibilidade de controle”, informou a Globo, em nota obtida pelo jornal Folha de S.Paulo. “Diante disso, a pedido de todos os partidos, a Globo preferiu autorizar o uso, desde que fossem 30% do total da entrevista. Uma autorização de boa-fé, na suposição de que não haveria edição.”

Na noite da segunda-feira 29, a sigla removeu o vídeo. Na página oficial de Lula, o anúncio teve mais de 1 milhão de visualizações; no YouTube, 2,4 milhões.


Anúncio do PT com fala de Bonner
O PT gastou R$ 100 mil para divulgar um anúncio no Google e no YouTube segundo o qual Lula não é corrupto. Na plataforma de vídeos, a legenda veiculou uma edição de um trecho da entrevista do petista ao Jornal Nacional.

A campanha excluiu da edição frases de Bonner mencionando “que houve corrupção na Petrobras e, segundo a Justiça, com pagamentos a executivos da empresa, a políticos de partidos, como o PT, como o então PMDB e o PP”.

No vídeo original, Bonner interpelou: “Como é que o senhor vai convencer os eleitores de que esses escândalos não vão se repetir?”. O trecho também não aparece na propaganda petista, que encerra com uma resposta de Lula. (Revista Oeste)

Leia Também

Comentários