Política

Governador mantém chefe do MPC-MT

Da Redação

O Governador do Estado, Mauro Mendes reconduziu Alisson Carvalho de Alencar ao cargo de Procurador-geral de Contas do MPC-MT para o biênio 2021/2022. Após o recebimento da lista tríplice, o chefe do executivo procedeu a nomeação, nesta quinta-feira, dia 5 de novembro, em reunião no Palácio Paiaguás e oficializada com publicação no Diário Oficial de Mato Grosso.

Os membros do MPC votaram, por unanimidade, pela continuidade do atual gestor por mais um biênio e enviaram, em conjunto com o Presidente do TCE/MT, a lista ao Governador do Estado, que decidiu pela recondução.

Alisson Alencar está no comando da instituição desde o início de 2019. Com uma gestão focada na fiscalização e no controle estratégico, inteligente e com forte apoio tecnológico, promovendo melhores resultados na gestão pública, a favor da sociedade.

Por causa da pandemia, a instituição teve de adequar o planejamento de 2020 às urgências surgidas na Administração Pública, tendo o MPC papel essencial na fiscalização dos gastos públicos, seja nas aquisições para combate à Covid-19, bem como na orientação aos gestores com informações e esclarecimentos por meio de ‘lives’ e eventos virtuais.

O Procurador-geral Alisson Alencar conduzirá a gestão pelo período de mais dois anos para realizar as ações que ficaram suspensas por causa da pandemia. “O Ministério Público de Contas vive uma nova fase. A possibilidade da recondução ao cargo representa uma conquista para a instituição. Agradeço aos meus colegas Procuradores, ao Presidente do TCE e ao Governador Mauro Mendes pela confiança e oportunidade de seguir com o trabalho de estímulo à eficiência e à ética na Administração Pública. Nossa missão é melhorar a qualidade de vida dos mato-grossenses”, ressaltou o Procurador-geral.

Alisson Carvalho de Alencar é natural de Teresina, Piauí. Aprovado no concurso de provas e títulos para o MPC em 2009, além de bacharel em Direito, tem duas pós-graduações pela UFPI, mestrado em Administração Pública pela FGV/RJ e cursa doutorado em Direito Constitucional pela Faculdade Autônoma de Direito de São Paulo FADISP e Universidade de Salamanca/Espanha (dupla titulação). Atou como Advogado da União e docente em cursos de graduação e pós-graduação em Direito. No Ministério Público de Contas de Mato Grosso, assume o comando da Procuradoria-Geral pela terceira vez, tendo sido eleito também nos biênios 2011/2013 e 2019/2020.

 

Leia Também