Cidades

Guarda Municipal de VG recebe elogios por programas sociais

Dois programas desenvolvidos pela Guarda Municipal de Várzea Grande foram elogiados por autoridades presentes no lançamento da Campanha Agosto Lilás como modelo de trabalho desenvolvido para o combate a violência contra as mulheres: a Patrulha Maria da Penha que vêm atuando na proteção ás vítimas de agressões que possuem medidas protetivas, e o Teatro de Fantoche que realiza nas escolas da Rede Pública Municipal palestras abordando diversos temas dentre eles a não violência contra a mulher.

A desembargadora do Tribunal de Justiça, Maria Erotides Kneip disse que a Patrulha Maria da Penha – unidade de Várzea Grande – é uma das mais atuantes e que vem se destacando pelos serviços realizados pela equipe, seja no auxilio ou proteção das vítimas. “A inserção desse programa na Rede de Proteção a Mulher fortaleceu ainda mais as outras ações realizadas no município, que tem se mostrado atuante em todos os setores”.

A secretária de Estado de Assistência Social, Rosamaria Ferreira de Carvalho, também elogiou a Patrulha Maria da Penha e disse que esta tem sido referência para outros municípios. “O desempenho da equipe de Várzea Grande é visto como uma das melhores, e tem sido exemplo para outras cidades”.

Já a delegada da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso – da Polícia Judiciária Civil, Mariel Antonini Dias, enalteceu o trabalho realizado pelo grupo do Teatro de Fantoche e destacou como importante que temas como a violência sejam abordadas nas escolas e, principalmente, nas séries iniciais.

“Embora seja um assunto triste de se tratar, porque a violência não deve ser tratada de forma nenhuma, é importante que a criança tenha percepção de que essa é uma postura que não deve ser praticada. E a forma lúdica em que o assunto é tratado com certeza vai contribuir para a não cultura da violência, seja contra a mulher ou qualquer outra pessoa” parabenizou a delegada.

O comandante da Guarda Municipal, Álisson Baracat Salgado, lembra que em 2018, os municípios de Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento aderiram a Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar, com a assinatura do Termo de Adesão ao Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência Doméstica contra mulheres vítimas de violência doméstica e familiar. “Desde então, a Guarda Municipal e a Polícia Militar vêm realizando o monitoramento das vítimas que ingressam na justiça com a medida protetiva. Centenas de mulheres já foram atendidas em Várzea Grande”, destacou.

A coordenadora da Patrulha Maria da Penh, Sirlei Salete Piasecki, disse ainda que o município deu um passo importante na efetivação dessa medida, tornando-a lei municipal. “A Rede Protetiva à Mulher foi instituída com objetivo de integrar ações e serviços de diferentes setores, no atendimento à mulher vítima de violência doméstica. Como Lei a medida tem mais efetividade na garantia e segurança das vítimas”.

O comandante da Guarda Municipal destacou também que assim como a Patrulha Maria da Penha e o Teatro de Fantoche, a instituição de segurança municipal desenvolve ainda outras atividades, a exemplo do Judô – que auxilia na socialização da criança e do adolescente ao convívio familiar e social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Leia Também

Menu