Política

Jayme exige indenização de R$ 41 mil de vereador por meme de falta d”água

Candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), aliado de Jayme, também processa o vereador

Da Redação


O senador Jayme Campos (DEM) não gostou de ver um “meme” publicado pelo vereador por Várzea Grande e candidato à reeleição, Ivan Dos Santos (SD), em um grupo de WhatsApp intitulado “Vamos Agir VG, Basta”. Ocorre que a postagem mostra o democrata acompanhado do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), sob os dizeres: “lá em casa não falta água e também não vai faltar luz”.

Em decorrência da publicação e por conta do alto alcance do grupo, que dispõe de mais de 200 participantes, Jayme acionou o vereador na Justiça e pediu R$ 41 mil por danos morais. “Tais fatos merecem destaque, pois tornam ainda mais graves os atos ilícitos perpetrados pelo requerido contra a hora e imagem dos requerentes, sendo medida de extremo rigor a sua condenação pelos atos ilícitos cometidos”, diz trecho.

Kalil também acionou o vereador pelo mesmo motivo, que por sua vez, alegou que estava exercendo seu direito de liberdade de expressão. “Forçoso admitir que a única intenção de Ivan dos Santos em divulgar tal material, é denegrir a imagem dos requerentes, em especial àquele que concorre ao cargo de prefeito de Várzea Grande, a fim de desequilibrar a disputa eleitoral”, aponta trecho.

Na ação, a defesa de Jayme pede para que o valor da indenização seja encaminhado à Apae  (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Várzea Grande ou outra instituição semelhante.

POLÊMICA 

Em setembro, o senador democrata se envolveu em uma polêmica após “culpar” a população várzea-grandense pela falta de água nas casas. Segundo ele, milhares de famílias têm reservatório “pequenos” e que por isso a água acaba rápido. A declaração foi dada em entrevista à imprensa no dia 28 de setembro.

“É bom que se esclareça, tem uma centena de famílias, milhares podemos dizer, que o reservatório dele é pouco, de 500 litros. Se os reservatórios fossem maior, com certeza não estariam com essa dificuldade”, afirmou o senador.

Ele também afirmou que é normal os moradores receberem água a somente a cada dois dias e disse que a situação está ruim hoje por causa da seca, com longo período sem chuva. Com 118 poços artesianos, o nível de água caiu por conta da falta de chuva e em alguns casos os poços secaram.

Leia Também