Kalil manterá alguns secretários de Lucimar

Noelma Oliveira

Gazeta Digital

O prefeito eleito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), admitiu que alguns secretários da atual gestão de Lucimar Campos (DEM) podem fazer da parte sua futura administração. A declaração ocorreu na quinta-feira (3), no Palácio Paiaguás, após reunião com o governador Mauro Mendes (DEM) e prefeitos emedebistas eleitos e reeleitos.

Kalil lembrou que todos os secretários de Várzea Grande foram parceiros no processo eleitoral. Baracat atuou como secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Lucimar até 6 meses antes da eleição. Ele se desincompatibilizou do cargo para iniciar as articulações para ser o candidato pelo grupo da democrata, saindo vitorioso internamente e, depois, no pleito.

O prefeito eleito reiterou a qualidade da equipe da prefeita, já que ela conta com 80% de aprovação popular no município. “Não temos problema nenhum em aproveitar os quadros”, disse Kalil, porém, não adiantou qualquer nome que possa fazer parte da composição do futuro secretariado. Ele também não adiantou a data para anunciar os membros do staff.

“Precisamos montar um time avaliando os critérios, um time que vai trabalhar por Várzea Grande”, acrescentou.

Relação com a Câmara  

Kalil  afirmou ter uma boa relação com todos os vereadores eleitos e reeleitos. “Não vamos ter dificuldades em manter parcerias republicanas voltadas aos interesses do município”, reforçou.

Comissão de transmissão 

No início desta semana, Kalil indicou os membros da transição. São eles: o advogado e ex-secretário de Estado e de Várzea Grande, Gonçalo Aparecido de Barros, o empresário William Cardoso, a técnica Francismeire Pedrosa da Silva e o ex-vereador e ex-secretário municipal, Benedito Gonçalo de Figueiredo, conhecido como Dito Loro.