Política

Lei de Wilson Santos pode facilitar a chegada da internet 5G em Mato Grosso

Cuiabá será a primeira cidade a ter o sinal por decisão da Anatel

Robson Fraga

Cuiabá está na lista de cidades que a partir da próxima segunda-feira (20), está autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a disponibilizar o sinal de internet 5G (3,5 GHz). A decisão foi tomada pelo Gaispi (Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência) na última quarta-feira (14).

Até 28 de novembro, Claro, Tim e Vivo deverão ter no mínimo oito estações de 5G ativadas na capital mato-grossense e também nas cidades de Campo Grande (MS), Aracaju (SE), Boa Vista (RO), Maceió (AL), São Luís (MA) e Teresina (PI). Outras 15 capitais já receberam o novo sinal.

Pelas regras, as operadoras têm que disponibilizar pelo menos uma antena para cada cem mil habitantes.

Infraestrutura


Em Mato Grosso, a lei 11.542/2021, do deputado estadual Wilson Santos (PSD), determinou a criação do Programa de Estímulo à Implantação das Tecnologias de Conectividade Móvel no estado, o que pode ter preparado o terreno para implantação da nova tecnologia em Cuiabá.

No texto há previsão de estímulo à modernização das legislaturas nos municípios para a chegada do 5G. A lei  traz um texto base que pode ser usado pelos municípios que precisam modernizar suas leis sobre a utilização de antenas para recepção do sinal.

Em Cuiabá, um projeto neste sentido tramita na Câmara dos Vereadores aguardando votação.

“Vale ressaltar que para a estabilização do sinal se faz necessário que as empresas telefônicas já tenham estabelecido suas antenas nos municípios e que a legislação seja mais flexível, nos moldes propostos na nossa lei”, explicou Wilson Santos.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia Também