Política

Marcia se reúne com servidores públicos e aposentados do Estado e ouve demandas

A candidata ao Governo do Estado, Marcia Pinheiro (PV), pela coligação ‘Para Cuidar das Pessoas’ – Federação Brasil de Esperança formada pelo PV, PT, PC do B, PSD, PP e Solidariedade, firmou compromisso, que, eleita governadora, irá fazer todo o possível para a atender as demandas dos servidores públicos e dos aposentados e pensionistas de Mato Grosso, priorizando o bem estar e respeito de todos. A declaração ocorreu durante a noite desta terça-feira (6), no comitê da candidata, em Cuiabá.

A reunião contou com a participação de dezenas de pessoas, onde ela ouviu as principais demandas dos aposentados e pensionistas, dos reservas da Seduc (Secretaria de Estado de Educação), concursados da Polícia Civil, servidores do Prófuncionário e representantes dos técnicos de Desenvolvimento Infantil. Também estiveram presentes a candidata a deputada federal, Rosa Neide (PT) e o candidato a deputado estadual Valdir Barranco (PT).

“Iremos analisar cada proposta com carinho, eu tenho uma equipe técnica que já está atuante para fazermos um levantamento de todas as demandas e encontramos juntos a melhor saída para valorizar vocês, e não humilhar vocês, porque essa é a nossa prática, somos pessoas humildes e se vocês estão reunidos hoje aqui é porque vocês têm uma opção hoje. Eu nasci no Paraná, mas sou cuiabana e mato-grossense de coração, aqui eu me casei, tive meus filhos, eu tenho um amor por esse estado, tenho amor pelas pessoas”, disse.

Ester Assalin, professora aposentada, que esteve na reunião representado a Comissão dos Aposentados e Pensionistas, declarou que a categoria irá apoiar à candidatura de Marcia Pinheiro, e destacou falta de sensibilidade que o atual Governo teve com a categoria durante esses quatro anos de mandato.


“A gente vem aqui dizer que nós estamos apoiando a senhora, e não só apoiando, mas pedindo votos para os familiares e amigos, porque sabemos que a senhora significa uma mudança no retrocesso que está imposto ao estado de Mato Grosso. temos um governador que se tornou inimigo dos servidores, um governador que é inimigo dos aposentados e pensionistas. Ele conseguiu fazer uma reforma muito pior que o Governo Federal”, criticou.

“Nós acompanhamos de perto, porque formamos muitos grupos de aposentados no WhatsApp e acompanhamos a situação dos aposentados e pensionistas do nosso Estado, que é uma crueldade. Esse Governo veio e confiscou 14% dos salários dos aposentados em 2020, e sequer acompanhou para saber se tinha uma reforma em andamento, onde a maioria dos subsídios já eram usados através de empréstimos, apareceu com um desconto enorme, ficamos sem chão. Imagina o que isso significa para o bolso da família mato-grossense que precisa?”, disse.

A candidata, por sua vez, firmou um compromisso com as categorias, que eleita, irá reunir-se novamente para discutir as principais demandas, mas que para isso acontecer precisava do apoio e confiança de todos para chegar à gestão estadual.

“A nossa intenção é servir, é realmente poder fazer um Mato Grosso mais justo, de igualdade social, com desenvolvimento, sustentabilidade, cuidar das pessoas. Ninguém faz nada sozinho, eu vou ter uma equipe técnica que vai me ajudar muito. Eu sou uma pessoa que vai dividir as reponsabilidades, porque quando você divide você erra menos. Serei humilde, e é assim que tem que ser, não sou ‘professora de Deus’, o nosso Plano de Governo ainda está aberto, porque temos muitas coisas pra colocar, temos que ouvir cada região do Estado, cada município, porque cada um tem sua demanda, e para isso precisamos avançar”, afirmou Marcia.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia Também