Policial

Mato Grosso lança Operação Abafa Amazônia 2022 nesta terça-feira (4)

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), lança na manhã desta terça-feira (04.10) a Operação Abafa Amazônia 2022, no Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) do Corpo de Bombeiros.

A primeira edição deste ano acontece no norte do Estado, com o objetivo de fiscalizar propriedades privadas contra o uso não autorizado do fogo durante o período proibitivo de queimadas, bem como demais crimes ambientais. Outras duas ações estão previstas para até o final de 2022.

“O Corpo de Bombeiros de Mato Grosso já fiscaliza, durante o ano todo, propriedades privadas, com apoio da Polícia Militar, em ciclos operacionais de 10 dias. Agora no final do ano a operação acontece de forma integrada com outras agências, o que nos assegura uma maior eficiência em relação às multas aplicadas contra o uso irregular do fogo”, explica a comandante do BEA, tenente-coronel Jusciery Rodrigues Marques.

Comandada pelo Corpo de Bombeiros, a operação conta com a participação da Sema, Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema), Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e Diretoria da Força Nacional de Segurança Pública.

R$ 287 milhões em multas


O Corpo de Bombeiros estima que R$ 287 milhões em multas já tenham sido aplicadas por uso irregular do fogo desde o início de 2022. O período proibitivo segue vigente até 31 de outubro, com restrições para o uso do fogo em áreas rurais para limpeza e manejo durante esses meses, levando em consideração o risco de incêndios florestais. Em áreas urbanas, o uso do fogo é proibido durante todo o ano.

Serviço

Lançamento Operação Abafa Amazônia 2022

Data e hora: Terça-feira (04.10), às 9h

Local: Batalhão de Emergências Ambientais, Avenida Dom Bosco, nº 507, Bairro Dom Aquino, Cuiabá

Leia Também

Comentários