Política

Metade da bancada de MT é contra prisão de deputado

PABLO RODRIGO

Gazeta Digital

Pelo menos quatro dos 8 deputados federais de Mato Grosso votarão pela revogação da prisão preventiva do federal Daniel Silveira (PSL-RJ), por ataques aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e a democracia brasileira.

Silveira está preso desde a noite da última terça-feira (16) por determinação do ministro Alexandre de Moraes, e que foi referendada unanimemente pelo plenário da Corte Suprema nesta quarta-feira (17).

O coordenador da bancada federal de Mato Grosso, deputado Dr. Leonardo (SD), disse que votará contra a prisão por entender que Daniel Silveira estava amparado pelo Constituição ao proferir ataques aos ministros do STF.

“Os artigos quinto e 53 da Constituição são muito claros. Um parlamentar tem prerrogativa. Por mais que eu não concorde com os ataques que ele cometeu, mas ele representa uma parte da sociedade que pensa como ele”, disse Leonardo.

Para o deputado, a prisão poderá ter efeito contrário, criando um ‘mártir’ e aumentando as críticas ao STF pela sociedade.

Já o vice-lider do governo Bolsonaro na Câmara Federal, deputado José Medeiros (Pode), defendeu a ‘liberdade de expressão’ dos parlamentares e disse que a prisão do colega se caracteriza como uma medida ditatorial. “Quando o ministro pessoalizou e mandou prender o deputado ele transformou o Brasil em uma república de banana e nos colocou no nível da Venezuela de Chavez e Maduro”, completou Medeiros.

Outro bolsonarista, deputado Nelson Barbudo e correligionário de Silveira no PSL, classificou a prisão como arbitrária e que por isso votará pela revogação. “Ele não está condenado, ele é deputado e tem mandato. Então não há motivos para isso. Ele tem que ser processado apenas”, defendeu Barbudo.

Quem também votará pela derrubada da prisão é o deputado Emanuelzinho (PTB). Ele criticou durante os ataques proferido por Silveira, porém, lembrou que existe outras formas de se combater os ataques ao STF. “Meu voto será pela soltura do Daniel Silveira. Não concordo com o conteúdo das críticas ao STF nem com método que o parlamentar usa para fazer política, mas considero sua prisão com base na Lei de Segurança Nacional uma medida extrema”, pontuou.

A única que votará pela manutenção da prisão de Daniel Silveira, é a deputada Rosa Neide (PT), que afirmou que é preciso dar um basta aos ataques de ódio proferidos conta autoridades e pessoas. “Eu vou votar sim pela continuidade da prisão. É preciso por um fim nesta barbárie que o país está virando”, disse.

Leia Também

Menu