CidadesSaúde

MT tem 50 na fila por UTI com Covid

THALYTA AMARAL

Gazeta Digital

O crescimento rápido das ocupações de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) em Mato Grosso nas últimas semanas chegou ao seu ápice neste fim de semana. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, 50 pessoas estão na fila por um leito.

Em 1º de março, a taxa de ocupação de UTIs para covid-19 estava em 88,68% e ainda restavam 64 vagas no Sistema Único de Saúde (SUS) para os pacientes com o novo coronavírus. Desde então, a ocupação tem aumentado, até chegar ao momento de faltar leitos.

Na quarta-feira (3), um homem morreu em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) enquanto esperava a liberação de uma vaga de UTI. Nesse dia, apenas no município, outras 8 pessoas também estavam na fila por UTI, à espera de regulação do Estado.

Por causa dessa situação, a Prefeitura de Rondonópolis criou 5 vagas de leitos de semi UTI, para que os pacientes graves de covid-19 tenham atendimento mais especializado até conseguir uma vaga em UTI.

Segundo matéria divulgada no sábado (6) pelo site O Globo, a situação é crítica não só em Mato Grosso. As filas de espera por UTi para covid-19 já são realidade também no Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Maranhão, Rio Grande do Norte, Rondônia, Paraná e Santa Catarina.

O caso mais grave ocorre no Paraná, onde 336 pessoas aguardam por uma vaga de UTI e 811 pacientes precisam de leitos de enfermaria.

 

Leia Também

Menu