CidadesEducação

Nova Mutum passa a contar com ações do projeto Alfabeletrando – Laboratório de Aprendizagem

Boa Serão atendidos mais de 300 crianças e jovens no município

A Universidade do Vale do Taquari – Univates desenvolve o projeto inovador Alfabeletrando, que tem como objetivo melhorar o desempenho escolar de crianças que tiveram seu desenvolvimento de aprendizagem prejudicado pela pandemia de covid-19.

Visando a atender os mais de 300 estudantes do 3º ao 6º ano do Ensino Fundamental, a Secretaria de Educação de Nova Mutum, em Mato Grosso (MT), em parceria com a Univates, está realizando nesta semana, nos dias 02, 03 e 04 de maio, uma oficina de formação para preparar os professores da rede municipal para o desenvolvimento do projeto na cidade. Os professores incluídos nas ações foram indicados pela Prefeitura de Nova Mutum e serão responsáveis por atuar em laboratórios e nas salas de aula de escolas da rede municipal da cidade.

Em avaliação realizada pela Secretaria Municipal de Educação de Nova Mutum, 41% dos estudantes não adquiriram conhecimentos básicos para o ano em que estão matriculados. Nesse apontamento, 59% dos estudantes do Ensino Fundamental apresentam dificuldades de leitura e escrita.

O modelo adotado na cidade é similar ao já desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Garibaldi, na Serra Gaúcha, que, ao longo de 2021, ofereceu aulas no Laboratório de Alfabetização a 140 estudantes. No caso de Nova Mutum, a Prefeitura também expandiu o escopo de atuação do Alfabeletrando, passando a incluir a área da Matemática, de forma que, na cidade, o projeto desenvolvido pela Univates se chama Alfabeletrando – Laboratório de Aprendizagem. O Alfabeletrando é inspirado no projeto de extensão Alfab&Letrar, criado pela Univates para promover ações com a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e com alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Neste momento, as professoras doutoras Grasiela Bublitz, Kári Forneck e Maristela Juchum estão em Nova Mutum atuando na formação de professores municipais para atenderem às áreas das linguagens e alfabetização. Esses profissionais serão capacitados com metodologia específica do projeto para realizarem, em sala de aula, as atividades com os estudantes.

A previsão é de que as professoras doutoras Marli Quartieri, Maria Madalena Dullius e Ieda Giongo estejam em Nova Mutum em junho deste ano para desenvolver capacitações com os professores para a área da Matemática.

O projeto terá duração de nove meses, com encontros a serem realizados duas vezes por semana durante um turno. A equipe pedagógica preparou atividades baseadas na promoção de jogos e desafios linguísticos, matemáticos, leitura, interação digital e produção oral e escrita. A Univates realiza o acompanhamento das atividades com reuniões virtualizadas semanais com os professores que atuam na cidade, o planejamento coletivo das atividades e, também, a avaliação do desempenho dos estudantes.

Além de Garibaldi, no Rio Grande do Sul, e de Nova Mutum, em MT, Lajeado também contará com o projeto Alfabeletrando, que atenderá cerca de 500 crianças na cidade. No momento, profissionais estão sendo contratados para atender os estudantes no município.

Texto: Lucas George Wendt
Imagens: Alfabeletrando em Nova Mutum-MT – Divulgação-Univates

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia Também

Menu