Novo estudo aponta que é possível identificar câncer anos antes dos sintomas

0
0

Da Redação

A revista Nature Communications publicou, no dia 21 de julho, um estudo de pesquisadores da Universidade de Fudan, na China, sobre um teste laboratorial com potencial de detectar o câncer até quatro anos antes do surgimento de quaisquer sinais. O novo teste foi chamado de PanSeer.

O exame procurou nas amostras de sangue alterações específicas do DNA que ocorrem em alguns cânceres, como o de estômago, esôfago, colorretal, pulmão ou fígado. Uma das vantagens deste exame é ser menos invasivo do que outros como colonoscopia e mamografia.

De acordo com o Coordenador Técnico do serviço de Oncologia do Hospital São Mateus, Leonardo Andrade Pinheiro, detectar o câncer de forma precoce aumenta drasticamente as chances de sobrevivência. “Nesse estudo, os pesquisadores constataram que 91% dos pacientes que descobrem o câncer em fase inicial continuam vivos cinco anos depois. Já no grupo que só descobre a doença em estágio mais avançado, a taxa de sobrevivência cai para 26%”, afirma o médico.

No novo estudo, os pesquisadores utilizaram amostras previamente cedidas por pacientes voluntários para treinar um algoritmo e, a partir disso, desenvolver um sistema capaz de identificar grupos metil no DNA.

Os pesquisadores reforçam que os resultados, apesar de animadores, são preliminares, já que foi testado um número consideravelmente baixo de pessoas. Outros ensaios devem ser feitos no futuro para confirmar a eficácia do método.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui