Oscilação na economia deixa cuiabanos desconfiados para investir em imóveis

Investir o dinheiro ganho depois de muitos anos de trabalho é sempre um processo delicado, que inclui tomadas de decisões super importantes, que impactarão a sua vida positiva e negativamente durante muito tempo. Por isso, a responsabilidade e o planejamento são imprescindíveis para não meter os pés pelas mãos, sendo que muita gente acaba se arrependendo dos investimentos feitos, anteriormente. Comprar casas em Cuiabá, até uns poucos anos atrás, era considerado um método bem eficaz e louvável de investimento, mas com algumas mudanças ocorridas na situação econômica do Brasil, essa situação mudou e os investidores brasileiros já não se sentem seguros para investir no mercado imobiliário do país.

O investimento em imóveis e em terrenos à venda em Cuiabá, costuma ser considerado bastante seguro e que costuma trazer um bom retorno. Apesar de não ser um dos investimentos que mais trazem resultado, para quem quer viver em paz, sem risco nenhum de perder dinheiro, com certeza comprar uma casa ou um apartamento para alugar, por exemplo, é sempre uma boa ideia. O ruim é a liquidez limitada que você terá do seu capital, sendo que a venda de imóveis dependendo do momento da economia, pode ser extremamente difícil. Porém, para os que tem uma vida estável, sabendo que não precisará urgentemente de uma grande quantia de dinheiro em mãos, os prós com certeza superam os contras.

Nos últimos anos, o Brasil vem enfrentando uma grave crise financeira, iniciada especialmente por conta da instabilidade política em que o país se encontrava, com queda de presidente, povo polarizado, além dele não ter cumprido com uma série de compromissos com outros países importantes do globo. Antes, o ramo imobiliário vinha apresentando um grande crescimento, as vendas estavam lá em cima, as possibilidades de financiamento eram muito grandes para pessoas de diversas classes sociais, mas o quadro mudou com a chegada da crise. As pessoas já não se sentem seguras para investir em imóveis, com medo principalmente de uma desvalorização rápida e cruel dos apartamentos, após a compra.

Desemprego

Milhões de pessoas estão desempregadas atualmente no Brasil, afetando diversos setores da economia. Quando se tem um desemprego tão grande assim, as pessoas acabam por cortar diversos gastos e deixar certos sonhos para o futuro. A quantidade de pontos comerciais que estão parados em zonas usualmente consideradas prolíficas pelos empreendedores, é gigante. Com a economia estagnada como a que temos no Brasil, as pessoas estão pensando duas vezes antes de abrir qualquer coisa, que pode gerar mais gasto do que lucro.

No caso de você estiver procurando um apartamento à venda em Cuiabá para comprar, afim de colocá-lo para aluguel para conseguir uma grana mensal extra, saiba que muitos apartamentos estão há anos parados sem conseguir inquilinos. Nesse momento de desemprego, onde muitos jovens estão desistindo de morarem sozinhos, por exemplo, sendo que eles representavam uma fatia importante do mercado anteriormente, dentre muitas outras situações, ter um imóvel de aluguel pode acabar não significando muita coisa.

Segurança

Quando uma pessoa quer investir no mercado de imóveis, uma das principais coisas que ela busca é segurança. Afinal, o imóvel não fica exposto a volatidade do mercado de ações, por exemplo, e assim você não perde dinheiro logo de cara. Mas, num momento delicado da economia, a verdade é que essa segurança toda não existe, pelo menos no que diz respeito a conservação do seu capital. Os preços dos imóveis estarão lá embaixo, e você pode ser obrigado a vender o imóvel por um preço muito abaixo do que ele realmente vale.

Investimento no mercado imobiliário

Como todo investimento, saber como o mercado imobiliário funciona antes de investir nele é primordial. Depois da crise imobiliária que aconteceu nos Estados Unidos em 2008, o Brasil teve a sua economia sofrendo um crescimento gigante, e um dos ramos que mais cresceu foi o imobiliário. Mas, atualmente, o mercado vem apresentando uma desaceleração crescente, por conta dos altos preços dos imóveis e da baixa procura por eles. O aluguel também está sofrendo uma alta vertiginosa, fazendo com que muitos pontos comerciais fiquem sem serem alugados, causando inegável prejuízo para os donos.

Além de tudo, quem investe em imóveis deve ter em mente que esse é um setor que requer demasiado trabalho, envolvendo desde a fase de pesquisa e prospecção de preços, até o fechamento da compra e todas as suas incumbências burocráticas. Agora, depois de comprado, o imóvel se tiver como objetivo ser alugado, ele precisa passar por uma série de regulamentações e adaptações para receber o inquilino, além de ter que lidar com a imobiliária e os seus percentuais. Apesar de ser um investimento bastante seguro e por vezes rentável, não é só comprar o imóvel e colher os frutos, é preciso muita dedicação para fazer o investimento render, também.

Congelamento do valor do seu imóvel

Em ciclos em que a economia não anda bem, fica difícil fazer negócio em qualquer setor da economia, e o imobiliário não é diferente. Quando se têm uma infração alta, juros astronômicos e uma crise na economia, os valores tanto de aluguéis quanto da venda de imóveis tende a sofrer uma estagnação, isso se não ocorrer uma desvalorização dos bens, para piorar ainda. Muito disso é causado pela ausência de um grande número de compradores, já que a baixa procura faz os valores caírem muito.

Assim, você como proprietário, caso se decida vender o seu imóvel nesse momento inoportuno, fatalmente irá perder muito do lucro que seria possível obter. Portanto, para os que podem e querem receber um valor justo e lucrativo pelo imóvel, o jeito seria esperar a crise passar e a economia se reerguer, carregando a sua condição de proprietário até tal coisa acontecer. Por isso, investir em imóveis nesse momento delicado da economia brasileira é complicado, pois isso gera muitas dúvidas, e com certeza esse tópico é uma dessas questões.

Para você que acompanhou o nosso artigo sobre a desconfiança dos brasileiros em investir em imóveis nesse momento de crise econômica, fica aqui o nosso convite para voltar ao nosso site e ler mais alguns dos nossos artigos. Você não irá se arrepender!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *