Política

Presidente destaca harmonia com governador: “É o nosso entendimento que vai fazer o Brasil melhor”

O presidente da República, Jair Bolsonaro, destacou a importância de trabalhar em harmonia com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, para trazer resultados à população.

Durante sua visita a Cuiabá, nesta quinta-feira (19.08), Bolsonaro defendeu a harmonia entre os governantes e os Poderes.

O presidente participou do Seminário Regional de Etnodesenvolvimento e Sustentabilidade, no Hotel Fazenda Mato Grosso, que visa promover o diálogo sobre perspectivas, ferramentas e instrumentos para o etnodesenvolvimento, com foco na abordagem econômica e de sustentabilidade socioambiental entre os indígenas, o Governo Federal, Estados, Municípios e a iniciativa privada.

“O que vai fazer o Brasil melhor? O meu entendimento com o Mauro. O nosso entendimento vai trazer dias melhores. Devemos acreditar no povo brasileiro e ter capacidade de interagir, de investir, de trabalhar para o bem de todos nós. Quem dá o norte é o povo e devemos respeitar o povo brasileiro”, declarou.

Durante o evento, o presidente da República também defendeu a autonomia dos povos indígenas para escolherem o modelo no qual pretendem viver.

“Não tem nada melhor que uma pessoa viver do suor do próprio rosto. Os índios querem produzir. A produção gera renda ao Estado, ao Governo Federal, ao Estado, às prefeituras”, destacou.

O governador Mauro Mendes pontuou a importância do trabalho em conjunto entre os governos estadual e federal.

“É uma grande honra receber o presidente Jair Messias Bolsonaro aqui. Como falou o presidente da Funai, temos cooperado muito com o Governo Federal para levar ações importantes aos indígenas. E os povos indígenas querem ter respeito, querem trabalhar. O que eles mais querem é ter internet, estradas, trabalhar, produzir, construir sua dignidade e o sustento da sua família”, pontuou.

Exemplo disso, segundo o governador, é o fundo garantidor que o Governo do Estado está desenvolvendo e que vai auxiliar as cooperativas indígenas a conseguir financiamento para produzirem em suas terras.

“Esse fundo vai disponibilizar crédito de R$ 2 bilhões possa para pequenos, médios e micro empresários. E vai ter um destaque especial para os povos indígenas, junto às cooperativas, pois eles têm muita dificuldade dificuldade obter esses recursos junto aos bancos. São essas ações que vão dar a eles o futuro que queremos aos nossos irmãos indígenas”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Leia Também

Menu