Policial

Presos dois suspeitos de intermediar e matar empresário em frente a academia em Cuiabá

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), deflagrou na manha desta quinta-feira (19.08), a Operação Capiciosa para cumprir oito ordens judiciais contra suspeitos de intermediar e matar o empresário Toni da Silva Flor.

Na operação são cumpridos três mandados de prisão e cinco de busca e apreensão. Os trabalhos são coordenados pelo delegado Marcel Oliveira, sob a supervisão do delegado titular da DHPP, Fausto Freitas.

No último dia 11 de agosto, a equipe da DHPP cumpriu um mandado de prisão expedido pela 12ª Vara Criminal de Cuiabá contra um dos envolvidos no crime identificado durante as investigações.

Homicídio

O crime ocorreu no dia 11 de agosto, no momento em que a vítima chegava à academia, no bairro Santa Marta em Cuiabá. O suspeito estava em frente ao estabelecimento, de cabeça baixa, e perguntou pelo nome da vítima, que quando foi responder foi alvejada por diversos disparos.

A vítima correu para o interior da academia, sendo socorrida e encaminhada para o Pronto Socorro Municipal, com quatro ferimentos de arma de fogo. Toni chegou ao hospital consciente, sendo encaminhado imediatamente para cirurgia, porém não resistiu aos ferimentos e morreu dois dias depois.

Nome da operação

CAPCIOSA: “algo ou alguém que procura enganar, induzindo ao erro. Uma pessoa com um comportamento capcioso tem a intenção maliciosa de confundir e enganar alguém, utilizando de astúcia, sedução e esperteza”.

Leia Também

Menu