Agronegócio

Produção de carne de frango deve recuar mais de 2% em 2022, prevê Safras

A produção de carne de frango no Brasil deverá recuar 2,02 em 2022 frente a este ano e atingir 14,291 milhões de toneladas, segundo previsões da consultoria Safras & Mercado. Neste ano, a produção deverá ficar em 14,585 milhões de toneladas.

O analista da Safras, Fernando Iglesias, sinaliza que a queda nos números de produção leva em conta a expectativa de menor alojamento de pintos de corte esperados para o ano que vem, considerando que os custos de nutrição animal seguirão elevados devido à reduzida oferta de milho de verão. Há também, segundo ele, uma tendência de retomada na demanda interna por carne bovina, que tende a apresentar um volume maior de oferta frente ao observado neste ano, o que levaria a um ajuste na produção de carne de frango.

Nas exportações de carne de frango do Brasil, a consultoria estima que possa haver um crescimento de 2,39% em 2022, alcançando 4,469 milhões de toneladas. Neste ano, os embarques estão previstos em 4,365 milhões de toneladas.

A disponibilidade interna de carne de frango também tende a ser menor em 2022, ficando em 9,822 milhões de toneladas. Em relação às 10,22 milhões de toneladas previstas para serem disponibilizadas no país em 2021, a queda esperada para o próximo ano é de 3,9%.
Exportação de carne suína serão menores

A consultoria também divulgou projeções para o mercado brasileiro de carne suína em 2022. O dado que mais chama a atenção é a projeção de queda na casa dos 3% para as exportações no próximo ano. Segundo a Safras, o volume embarcado deve chegar a 1,070 milhão de toneladas, ante 1,103 milhão projetadas para 2021.

O analista Allan Maia sinaliza que o cenário de queda leva em conta a perspectiva de demanda por parte da China. “Atualmente mais de 50% do que o Brasil exporta tem como destino o país asiático. O boom de exportações para China tende a perder força no próximo ano, à medida que seu rebanho e produção suíno avançam”, alerta.

A produção de carne suína no Brasil deve diminuir 0,2% em 2022, atingindo 4,79 milhões de toneladas, ante as 4,802 milhões de toneladas esperadas para este ano.

A disponibilidade interna de carne suína tende a ser maior em 2022, ficando em 3,719 milhões de toneladas. Em relação às 3,698 milhões de toneladas previstas para serem disponibilizadas no país em 2021, a alta esperada para o próximo ano é de 0,6%. (Canal Rural)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Leia Também

Menu