Agronegócio

Produção do agronegócio brasileiro pode dobrar usando a mesma área

Mesmo sendo um dos grandes fornecedores globais de alimentos, a produção do agronegócio do Brasil tem potencial para dobrar sem ampliar a quantidade de terras dedicada à agricultura e à pecuária. A chave desse processo é recuperar a porção degradada das áreas de pastagem por meio da integração com lavouras. Essa estratégia é defendida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Agro e Meio Ambiente é o tema escolhido por Oeste nesta quarta-feira, 3, dentro da série de reportagens “Desafios do Brasil”, que será publicada até o dia 30 de setembro, sempre seguindo a seguinte ordem de temas na semana: segunda-feira (Educação), terça-feira (Economia), quarta-feira (Agro e Meio Ambiente), quinta-feira (Segurança Pública) e sexta-feira (Saúde). Veja aqui a reportagem desta terça-feira 2.


De acordo com a Embrapa, pouco mais de 20% do território nacional é dedicado à pecuária. Metade disso está em condições de fertilidade e pode ser melhorada. Ao mesmo tempo, as lavouras ocupam 8% do solo brasileiro. Ou seja: o equivalente a menos de 50% das áreas dedicadas à criação de gado. (Revista Oeste)

Leia Também