Política

Recuperação da 1ª dama e pesquisa animam Mauro à reeleição em MT

O governador Mauro Mendes (União) admitiu, na manhã de sábado (25), ao Jornal A Gazeta, que deverá concorrer à reeleição. Durante entrevista, o gestor explicou que a recuperação da primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, tem sido fundamental para que ele decida tentar ficar na chefia do Paiaguás por mais quatro anos. O chefe do Paiaguás ainda prometeu que informará a sua decisão até o fim do próximo mês.

Apesar de nunca ter revelado se será candidato, Mendes informou aos aliados que iria aguardar o tratamento de Virginia para tomar uma decisão final. Agora, que a sua esposa recebeu alta de uma cirurgia de retirada de tumor do pâncreas, o governador reconhece que a candidatura à reeleição é um caminho natural.

“A saúde da minha esposa é fundamental para qualquer coisa que possa acontecer na minha vida. Eu fiquei muito feliz com a recuperação dela. Agradeço muito a Deus. Isso é fundamental para que eu possa dar um passo nesta direção à reeleição. A probabilidade é essa. Mas, é uma decisão que eu tomo, com certeza, até o dia 30 de julho”, disse o governador, após evento com lideranças da igreja Assembleia de Deus.

Leia Também:  Presidente da AL diz ter sido ludibriado por organizadores de reality show

Além da recuperação da esposa, outro indício que aponta a pré-candidatura de Mendes são as recentes reuniões que ele tem feito com aliados. O gestor, inclusive, foi fotografado ao lado do senador e pré-candidato à reeleição, Wellington Fagundes (PL), em um instituto de pesquisa em São Paulo (SP). O governador, por sua vez, disse ter ficado satisfeito com os números recebidos.

“Eu vi lá um trabalho de pesquisa que me convidaram pra ver. Vi outros cenários que eu também já vi aqui em Cuiabá. Existe uma avaliação positiva do governo. E isso é muito bom para o Estado, porque se o governador está bem avaliado é porque as coisas estão indo bem”, completou.

Aproximação com os evangélicos

Depois que firmou a aliança com o presidente Jair Bolsonaro (PL), o governador tem participado mais de eventos religiosos. No sábado, o ex-prefeito de Cuiabá participou da Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil (Conemad), no Hotel Fazenda Mato Grosso, ao lado do senador Fábio Garcia (União), de Fagundes e do secretário-chefe da Casa Civil, Rogério Gallo.

Leia Também