Cidades

Saúde de Várzea Grande disponibiliza tratamento contra o tabagismo em 10 Unidades Básicas

No ‘Dia Nacional de Combate ao Fumo’, comemorado hoje – 29 de agosto – equipes da secretaria municipal de Saúde de Várzea Grande, realizaram várias atividades, nas Unidades Básicas de Saúde dos Bairros Cristo Rei e São Mateus com o objetivo de reforçar as ações de sensibilização e mobilização da população para os danos sociais, e a saúde causados pelo tabaco.

A data foi criada para alertar as pessoas sobre as doenças e mortes relacionadas ao tabagismo. Entre elas estão os diversos tipos de câncer e enfisemas pulmonares.

Sempre é tempo de parar de fumar, explica a Responsável Técnica, pela Atenção Básica do município, Roseli Alves de Oliveira. “Parar de fumar sempre vale a pena e só traz benefícios para a saúde. A cada 20 minutos após parar de fumar, por exemplo, a pressão sanguínea volta ao normal. Depois de duas horas não há mais nicotina no sangue. Em oito horas sem cigarro, o nível do oxigênio do sangue volta ao normal e após 24 horas, os pulmões já funcionam melhor. São dados de pesquisas. Por isso, a Saúde de Várzea Grande realiza nesta semana várias ações nas Unidades Básicas, como palestras, rodas de conversas, fornecendo estas informações que consideramos serem importantes para quem fuma e não consegue parar de fumar”, explicou a técnica.

Roseli Alves de Oliveira, alerta a população fumante do município, que a Saúde Pública oferece serviço, para as pessoas que querem parar de fumar, e estes serviços estão em 10 Unidades Básicas de Saúde, localizadas nos bairros Aurília Curvo, São Mateus, Vila Arthur, Cohab Cristo Rei, Parque do Lago, Jardim Eldorado, Cabo Michel, Nossa Senhora da Guia, Água Limpa e Água Vermelha.

“Durante esta semana as equipes destas unidades, estão preparadas para receberem, o público fumante que quer parar de fumar. Os serviços vão desde atendimento médico, serviço com psicólogos, roda de conversas, até uso de medicamentos conforme orientação médica. Tudo de forma gratuita. É só comparecer a uma destas unidades, fazer a inscrição no Programa, e imediatamente iniciar o tratamento”, disse a Responsável Técnica.

Sobre o Tabagismo: O tabagismo é uma doença que mata cerca de seis milhões de pessoas por ano no mundo. Só no Brasil são 147 mil óbitos anuais. O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que serão registrados 28,2 mil casos novos de câncer de traqueia, brônquios e pulmões (17.330 em homens e 10.890 em mulheres) neste ano no país. Esses valores correspondem a um risco estimado de 17 casos novos a cada 100 mil homens e 10 para cada 100 mil mulheres. Quem fuma tem cerca de 30 vezes mais chance de desenvolver câncer de pulmão, quando comparados a pessoas que nunca fumaram.

A nicotina tem efeitos maléficos e é considerada uma droga que chega a atingir o cérebro mais rápido que a cocaína, em 0,7 segundos. Estudos recentes mostram que aumentou o número de fumantes passivos, ou seja, aqueles que estão ao redor do dependente. A fumaça liberada pela ponta do cigarro, que às vezes é inalada pelo fumante passivo, contém três vezes mais nicotina e monóxido de carbono, e até 50 vezes mais substâncias cancerígenas do que a fumaça tragada pelo fumante.

O tabagismo ainda está associado a doenças cardiológicas, Acidente Vascular Cerebral (AVC), enfisema e embolia pulmonar. Este último acomete principalmente as mulheres, que têm uma probabilidade maior de ter trombose.

O enfisema pulmonar é uma doença grave e atinge cerca de 15% da população brasileira, o que equivale a 10 milhões de pacientes. Sua evolução leva até a dependência de oxigênio. A doença, pouco diagnosticada e tratada, pode ser evitada com o controle do tabagismo. O consumo do tabaco também provoca problemas na pele, como ressecamentos, além de rouquidão na voz.

Sinais e sintomas do câncer de pulmão:


Os sintomas de câncer de pulmão variam de pessoa para pessoa e muitas vezes a doença não apresenta sintomas em seus estágios iniciais. No entanto, qualquer um destes sintomas merece uma consulta ao médico:

  • Tosse que não passa ou piora com o tempo;

  • Dor no peito que não passa e piora quando a pessoa respira fundo, tosse ou dá risada;

  • Dor no braço ou no ombro;

  • Tossir sangue ou catarro com cor de ferrugem;

  • Falta de ar, chiado no peito ou rouquidão;

  • Crises repetidas de bronquite ou pneumonia;

  • Inchaço do rosto ou pescoço;

  • Perda de apetite ou de peso inexplicáveis;

  • Fraqueza ou cansaço;

Quando o câncer de pulmão se dissemina para outras partes do corpo, ele pode causar outros sintomas, entre eles:

  • Dor nos ossos;

  • Fraqueza ou dormência nos braços ou nas pernas;

  • Dor de cabeça, tontura ou convulsões;

  • Icterícia;

  • Inchaço nos gânglios linfáticos do pescoço ou ombros.

Sobre o cigarro eletrônico:

Utilizado por muitas pessoas como uma estratégia para interromper o hábito de fumar, ele também pode ser prejudicial para a saúde ao inalar o vapor produzido. A Organização Mundial da Saúde adverte que o uso do cigarro eletrônico não é uma forma segura de tratamento do tabagismo.

Muitos jovens não fumantes também utilizam o cigarro eletrônico por acreditarem que não faz mal. Entretanto, além de causar problemas para a saúde, o cigarro eletrônico pode funcionar como porta de entrada para o uso de cigarros ou outras formas de consumo de tabaco, levando até a morte.

Prejuízos à saúde:

O primeiro local de contato dos componentes do tabaco com o organismo ocorre na boca, causando danos como dentes amarelados e manchados, maior predisposição a cáries e mau hálito, além de câncer na cavidade oral.

Depois de passar pela boca, a fumaça atinge outros órgãos, como a faringe e a laringe, onde pode causar problemas como faringite, laringite e câncer da laringe. Ao ser transportada através da traqueia e dos brônquios, a fumaça chega ao seu destino final, o pulmão.

Por ser o depósito final de todos os componentes da fumaça do tabaco, o pulmão é o órgão mais seriamente comprometido pelas doenças relacionadas ao tabagismo. Enfisema pulmonar, bronquite e câncer de pulmão são as principais doenças observadas.

Leia Também

Comentários