CidadesSaúde

Secretário admite saúde em colapso

G1-MT


A saúde pública de Mato Grosso entrou em colapso. Nesta segunda-feira (8), o estado atingiu a taxa de ocupação de mais de 98% dos leitos de UTI para Covid-19. Não existe mais vagas para novas internações e há uma lista de espera com cerca de 60 pessoas.

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, disse que os leitos que ainda estão vagos são reservados para atender pacientes que já estão em enfermaria e eventualmente precisarem de UTI.

“O sistema já se colapsou, a procura de profissionais é grande, mas não profissionais suficientes no país. Existe um colapso no SUS e a população precisa entender que esse é o momento de fazer escolha pela vida ou pela morte”, afirmou.

Essa é a segunda vez que a saúde de Mato Grosso entra em colapso desde o início da pandemia. Em julho do ano passado, também houve falta de vagas para os pacientes com a doença.

A Secretaria Estadual de Saúde pediu a outros estados auxílio para a transferência de pacientes com Covid-19.

A secretaria informou que não houve confirmação oficial por parte dos estados até o momento, porque a situação é de hospitais cheios em todas as regiões do país.

Em Mato Grosso já foram registrados 261.116 casos e 6.016 mortes pela doença.

Previsão de piora

Segundo Diego Ricardo Xavier, epidemiologista da Fiocruz, a expectativa é que o quadro fique ainda pior no estado.

“A gente vai enfrentar dias piores do que a gente já viu até agora na pandemia. Para ilustrar isso, basta a gente pensar como foi aquela primeira onda de contágio. Lá no início, a gente tinha uma mobilização da população que acompanhava a epidemia na Itália e via corpos se amontoarem e a população estava mais sensível, a gente tinha uma comunicação mais próxima da população”, disse o especialista.

Ainda segundo ele, no início da pandemia, em março de 2020, havia mais recursos financeiros e equipes mais motivadas.

Dados da Covid-19 em MT

O número de mortes por Covid-19 em Mato Grosso passou de 6 mil nesse domingo (7). De acordo com o Painel Covid-19, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) registrou desde o início da pandemia 261.116 casos confirmados da Covid-19 e 6.016 óbitos em decorrência da doença no estado.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 476 internações em UTIs públicas e 412 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 98,96% para UTIs adulto e em 49% para enfermarias adulto.

 

Leia Também

Menu