Cidades

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos reforça importância da preservação a cultura popular

As orientadoras do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) vêm trabalhado, desde a semana passada, com o tema cultura popular, com brincadeiras, peças teatrais, rodas de conversa e confecções de brinquedos que remetem a infância, além de leitura de contos folclóricos. Neste 22 de agosto comemorou-se o ‘Dia do Folclore’.

Como explica a secretária de Assistência Social, Ana Cristina Vieira, inserir práticas culturais no aprendizado das crianças e adolescentes tem sido uma forma de propiciar um contexto coletivo de desenvolvimento social, além de proporcionar aos pequenos, conhecer hábitos e costumes que fazem parte da tradição de um povo. “As crianças observam e imitam a postura dos adultos, por isso a necessidade de difundir a cultura desde muito cedo. E as nossas orientadoras tem contribuído para o fortalecimento da cultura local, e o resultado tem sido satisfatório”

A titular da pasta disse ainda que a família e a escola têm participação especial no processo de aprendizagem e no fortalecimento da cultura popular. “Abordar a cultura tanto na rotina da família quanto na escola é essencial para estimular o desenvolvimento das crianças e adolescentes. E conhecer as histórias e as manifestações culturais de nossa cidade é uma forma de preservar e fortalecer a cultura local “.


A secretária disse assim como a secretaria de Assistência Social tem fortalecido a cultura local, a educação, por meio da superintendência de cultura, também tem realizado um importante papel na preservação da cultura de Várzea Grande, e um dos exemplos fortes neste setor têm sido a tecelagem de Limpo Grande, além das manifestações traduzidas na dança de siriri e cururu que fazem parte das tradições da terra.

Crianças que participam das atividades no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), da região norte, participaram da dinâmica da caixa com espelho e fantoches na metodologia. Segundo a orientadora Renita Barros trabalhar a cultura é tão importante quanto praticar esportes, por que induz a criança a exercer o raciocínio, além de despertar nelas a curiosidade sobre diversos temas.

Leia Também