Cultura

Theatro Fúria realiza intervenção urbana por ruas de Poconé

Nos dias 30 e 31 de maio e 1º de junho, a cidade recebe a última etapa de circulação do Lab_Sentidos. O projeto foi contemplado no edital MT Nascentes da Secel

Assessoria

Depois de passar por Chapada dos Guimarães, Cáceres e Cuiabá, é chegada a vez de Poconé. Nos dias 30 e 31 de maio e 1º de junho, a cidade recebe a última etapa de circulação do “Laboratório Prático do Desanestesiamento dos Sentidos”, desenvolvido pelos artistas Péricles Anarkos e Carolina Argenta. O projeto foi contemplado no edital MT Nascentes, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

Moradores e turistas estão convidados a participar do projeto, que promove uma incursão pelo Centro Histórico de Poconé, convocando todos a olharem a cidade como se fosse a primeira vez. Para participar, basta enviar mensagem via instagram (@theatrofuria) ou agendar pelo telefone (65) 99234-2065. O ponto de partida é a Igreja Matriz, às 14 horas, do dia 30 (domingo).

Péricles e Carolina criaram um circuito de visitações a cidades que possuem riqueza patrimonial. Além disso, onde há interesse em roteiro cultural. Péricles reforça que mais do que um laboratório de experiência visando as sugestões de exercícios diários para readquirir os nossos sentidos perdidos, este é um laboratório prático.

“Parece muito sensorial, mas ao explorar a arquitetura e ecologia urbana, a história do local, seus personagens mais marcantes e as pessoas que o habitam, nossos sentidos ficam em alerta. Percebemos que podemos deixar de ser ‘forasteiros’ na nossa própria cidade”. Na condução dos participantes a dupla do Theatro Fúria respeita a cultura local e o ponto de vista pessoal de cada participante, que eles preferem chamar “intercambiador”.

Cuiabá foi a cidade onde realizaram a visita anterior. Carolina conta que a escolha foi por uma rota fluvial urbana. “Visitamos vários pontos do Rio Cuiabá e do Rio Coxipó, passando pelo Cais do Porto e São Gonçalo Beira Rio. Por fim, fomos à Barra do Pari, onde reza a lenda, está o Minhocão. Mas não foi desta vez que o encontramos”, se diverte.

Integram a equipe do projeto, Juliana Queiroz (fotografia), Ana Carolina de Mello (cinegrafista) e João Régis (edição de vídeo).

Informações: (65) 99234-2065 / www.theatrofuria.com / www.facebook.com/theatrofuria / Instagram (@theatrofuria)

Leia Também

Menu