Política
Nenhum comentário

União assegura recursos para obras em MT

Da Redação

O presidente Jair Bolsonaro enviou ao Congresso Nacional dois projetos de lei que abrem o Orçamento da União e garantem quatro importantes obras de infraestrutura terrestre para Mato Grosso. O comunicado foi feito pela Casa Civil ao senador Wellington Fagundes (PL-MT), presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura (Frenlogi). Os projetos devem ser analisados em regime de urgência pela Comissão Mista de Orçamento.

 

O maior valor previsto no projeto, na ordem de R$ 14,6 milhões, prevê obras de adequação de trecho da BR-163/364, ligando Rondonópolis, Cuiabá e Posto Gil. Nesse trecho, a cargo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), a única parte ainda não duplicada é a que liga Cuiabá a Rosário Oeste, totalizando 103 quilômetros.

 

Além disso, estão previstos recursos para a construção de trecho rodoviário ligando Uruaçu, na divisa de Goiás com Mato Grosso, chegando à cidade de Ribeirão Cascalheira, na BR-080. Para esta obra, o Governo, de acordo com o projeto orçamentário, destinará R$ 29,2 milhões. O Planalto destinará também, na abertura do orçamento, mais R$ 10 milhões para BR-158, referentes às obras no trecho ligando Ribeirão Cascalheira à divisa de Mato Grosso com o Pará.

Outra obra importante destacada no comunicado – e ressaltada pelo senador Wellington Fagundes – diz respeito ao contorno rodoviário de Barra do Garças, na BR 070. Assim que o Congresso Nacional aprovar o projeto, serão  liberados R$ 4,9 milhões para a obra. Fagundes celebrou a liberação desses recursos, prometida pelo ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura.

“Esse é um projeto que temos lutado muito pela sua conclusão, porque vai representar, acima de tudo, a melhoria de qualidade de vida da população de Barra do Garças” – frisou Fagundes. Todo o fluxo de carretas e caminhões na BR-070 cortam o centro do município. A obra já está em andamento, e é orçada em R$ 17 milhões.

Conservação de ativos – Membro da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, Wellington Fagundes voltou a reafirmar a necessidade de seguir trabalhando por acréscimos nos recursos voltados à infraestrutura. Diante de uma crise fiscal aguda, potencializada pela pandemia da Covid-19, o Orçamento para conservação dos ativos rodoviários a cargo do DNIT necessitam ser ampliados.

Os valores a serem investidos com a abertura do Orçamento prevêem construção, manutenção e adequação de diversos trechos rodoviários, e acesso a contornos e travessias urbanas. “Vamos seguir trabalhando, sempre, até porque o investimento em infraestrutura é o caminho mais rápido para que o Brasil possa responder à crise, com geração de emprego” – frisou Fagundes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Leia Também

Menu